Home > Coronavírus > UFMG publica informativo sobre produtos desinfetantes para o enfrentamento da pandemia de Covid-19

UFMG publica informativo sobre produtos desinfetantes para o enfrentamento da pandemia de Covid-19

Professores do departamento de Química e do Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) divulgaram um manual nesta semana com orientações sobre uso de produtos desinfetantes para o enfrentamento da pandemia da Covid-19. O material ressalta, ainda, a importância da mudança de hábitos das pessoas para evitar a contaminação com o coronavírus, como o uso de máscaras, higienização das mãos, além da limpeza dos ambientes e das superfícies.

No texto, os acadêmicos destacam, como germicidas, os compostos cloreto de benzalcônio (CBZ) e cloreto de didecildimetilamônio (CDDA). A cartilha deixa claro, porém, que os sais de amônio quaternários são neutralizados na presença de detergentes ou de materiais graxos (óleos e gorduras). Ou seja, a eficiência é reduzida quando o desinfetante é aplicado em uma superfície engordurada. Para saber se o produto adquirido possui um desses materiais, deve-se observar o rótulo.

Confira as recomendações 

Álcool 70%:

  • Não dilua em água.
  • Inflamável: não use perto de fogo ou em objetos muito aquecidos.
  • Não borrife em equipamentos eletrônicos ou em objetos energizados como interruptores: aplique com um pano ligeiramente umedecido com o produto. Pode danificar certos objetos de plástico ou silicone.

Hipoclorito de sódio (0,1%):

Trata-se da água sanitária ou outros produtos líquidos contendo cloro ativo tipicamente entre 2,0 e 2,5%. Em um balde, ponha 5 xícaras de chá de água (ou 950 mL) e uma xícara de café (ou 50 mL) do produto e misture. Lave bem os utensílios em seguida. Use imediatamente, não guarde. Evite contato com olhos, boca e pele. Pode manchar tecidos e outros objetos. Pode atacar alguns metais.

Peróxido de hidrogênio (0,5%):

É a água oxigenada, com 10 volumes (3 %) na forma líquida. Em um frasco rotulado, ponha uma xícara de chá de água (ou 250 mL) e uma xícara de café (ou 50 mL) do produto e misture. Lave bem os utensílios em seguida. Use imediatamente, não guarde. Evite contato com olhos e boca. Contraindicado para objetos de cobre, latão, zinco e alumínio.

Cloreto de benzalcônio, Cloreto de alquil-dimetilbenzilamônio (0,05% ou superior):

A maioria dos desinfetantes comerciais contém esses quaternários de amônio (QUATs). Veja no rótulo se estas substâncias estão presentes na formulação e sua concentração. Se a recomendação é DILUIR COM ÁGUA, faça conforme indicação. Superfícies engorduradas ou com excesso de resíduos de detergente comum podem reduzir ou neutralizar o efeito desinfetante.

Transportes públicos

Os professores falaram, ainda, especificamente da limpeza em transporte público, reforçando que as áreas mais susceptíveis aos contatos de mãos dos usuários devem ser higienizadas várias vezes, ao longo do dia, com álcool 70% ou solução com hipoclorito de sódio.

Confira o manual na íntegra AQUI.

Mais informações com a assessora do departamento de Saúde da AMM, Juliana Marinho, pelo telefone (31) 2125-2433. (Foto: Pixabay)