Home > ÁREAS TÉCNICAS > Cultura e Turismo > Secult institui Comissão de monitoramento do setor de eventos em Minas Gerais

Secult institui Comissão de monitoramento do setor de eventos em Minas Gerais

Grupo de trabalho definirá diretrizes para a retomada de atividades a partir das orientações do Plano Minas Consciente

A Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) publicou, no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (9/2), a Resolução Secult nº 31, de 5 fevereiro de 2021. O texto, disponível na íntegra neste link, regulamenta a criação da Comissão de monitoramento do setor de eventos a partir das orientações do Plano Minas Consciente. Ficam a cargo do Grupo de Trabalho constituído, também, as diretrizes e orientações para o retorno seguro e protocolar do setor.

No âmbito da pandemia de Covid-19 em Minas Gerais caberá à Comissão de monitoramento do setor de eventos elaborar proposições para apreciação da equipe do Plano Minas Consciente, propor ações para a retomada segura das atividades do setor de eventos e acompanhar a implementação das ações propostas para o segmento, tendo, como guia, as determinações do Minas Consciente.

Para o secretário de Estado Adjunto de Cultura e Turismo, Bernardo Silviano Brandão, essa iniciativa é mais uma das ações do Governo de Minas para viabilizar o retorno seguro das atividades, tendo, como ponto de partida, os protocolos do Minas Consciente.

A Comissão de monitoramento é formada pelo secretário de Estado Adjunto de Cultura e Turismo, Bernardo Silviano Brandão Vianna, que também ocupará o cargo de presidente da comissão; pela superintendente de Marketing Turístico da Secult e subsecretária interina de Turismo, Fernanda Fonseca, assumindo também a função de secretaria executiva da comissão; e pelo assessor-chefe da Assessoria de Parcerias, Gustavo Mendicino.

Também integram o grupo representantes indicados pelas associações que representam o setor de eventos, como Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-MG), Associação Brasileira de Empresas de Formaturas e Afins (Abeform), Associação Brasileira de Eventos (Abrafesta), Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape-MG), Associação de Marketing Promocional (Ampro), Associação Mineira de Eventos e Entretenimento (AMEE), Belo Horizonte Convention & Visitors Bureau (BHCVB), Sindicato das Empresas de Promoção, Organização e Montagem de Feiras Congressos e Eventos de MG (Sindiprom-MG), Sindicato Intermunicipal das Empresas de Buffet de Minas Gerais (Sindbufê-MG) e União Brasileira dos Promotores de Feiras e Eventos de Negócios (Ubrafe).

Novos integrantes poderão ser convocados para subsidiar tecnicamente as discussões e a elaboração dos trabalhos da Comissão de monitoramento, e os encontros serão de acordo com as demandas definidas pelo presidente. A Resolução Secult nº 31 também determina o encerramento das atividades da Comissão, que se dará ao fim da situação de emergência de saúde pública declarada pelo Decreto NE nº 113, de 12 de março de 2020.

Mais informações com a assessora do departamento de Cultura e Turismo da AMM, Brenda Grandioso, pelo telefone (31) 2125-2437.

Fonte e foto: Secult MG.