Home > ÁREAS TÉCNICAS > Cultura e Turismo > Secult apresenta projeto Via Liberdade a gestores de Turismo do Rio de Janeiro, Goiás e Distrito Federal

Secult apresenta projeto Via Liberdade a gestores de Turismo do Rio de Janeiro, Goiás e Distrito Federal

A extensão total do “Via Liberdade” deverá compreender 1.179 quilômetros da rodovia BR-040

Uma nova rota turística e cultural que irá interligar as belezas, as histórias, a cultura e a arte de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás e Distrito Federal. Essa é a proposta do “Via Liberdade”, projeto que vai buscar aproveitar os vários simbolismos contidos no percurso da BR-040 por meio de ações e programas estratégicos.

A assessora do departamento de Cultura e Turismo da AMM, Brenda Grandioso, participou da primeira reunião de alinhamento do projeto promovida pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo, na quarta-feira (14/7), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, com a participação de gestores de Turismo dos estados do Rio de Janeiro e Goiás e do Distrito Federal.

A extensão total do “Via Liberdade” deverá compreender 1.179 quilômetros da rodovia BR-040, entre patrimônios da humanidade, paisagens entre montanhas e mar, cidades imperiais, natureza exuberante, horizontes, capitais, metrópoles, comidas típicas, tradições, sertão, arte e contemporaneidade. A proposta está em construção e detalhes vêm sendo desenhados, como os municípios que irão compor o trajeto.

Para o secretário Leônidas Oliveira, o elo rodoviário entre os três estados e o DF coincide com oportunidades turísticas e culturais capazes de sintetizar a identidade e a alma do brasileiro, além de ser por ele que se forjou um dos conceitos mais urgentes da contemporaneidade: a liberdade.

As entidades vinculadas à Secult e que compõem o Sistema Estadual de Cultura também terão papel importante no Via Liberdade. Entre as ações propostas, estão encontros promovidos pela Fundação de Arte de Ouro Preto (FAOP) direcionados a pesquisadores, artistas e especialistas com temas relacionados aos marcos da história do Brasil; a celebração do bicentenário da Independência do Brasil, a promoção de destinos estratégicos do projeto; programação especial da Fundação Clóvis Salgado e seminários sobre patrimônio e turismo, que terão participação do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG).

Além disso, o projeto prevê atividades de marketing de destino como apoio à comercialização dos territórios envolvidos com agências e operadoras; a utilização de portais do turismo e redes sociais dos estados envolvidos para potencializar o turismo virtual; participação em feiras e eventos nacionais e internacionais e parcerias estratégicas com setor público, privado e entidades representativas do turismo, como Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais (Fecitur-MG), Instituto Estrada Real, Cemig e Copasa.

Na ocasião, estavam presentes o vice-governador de Minas Gerais, Paulo Brant; o secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira; a subsecretária de Turismo da Secult, Milena Pedrosa; a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça; o secretário de Turismo do Rio de Janeiro, Deputado Tutuca; a secretária de Cultura do Rio de Janeiro, Danielle Barros; e, representando o presidente da Agência Estadual de Turismo de Goiás, o chefe de Gabinete da Goiás Turismo, Fernando Magalhães Filho.

Mais informações com a assessora do departamento de Cultura e Turismo da AMM, Brenda Grandioso, pelo telefone (31) 2125-2437.