Home > Comunicação > Notícias > Secretário nacional de Habitação anuncia mudanças no Minha Casa, Minha Vida

Secretário nacional de Habitação anuncia mudanças no Minha Casa, Minha Vida

Com mais de quatro milhões de unidades já construídas e investimentos na ordem de R$ 458 bilhões desde que foi criado, há dez anos, o Programa Minha Casa, Minha Vida é considerado a política de Estado mais grandiosa do governo, segundo o Secretário de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional, Celso Matsuda. O deficit habitacional do país, no entanto, é de sete milhões de unidades, principalmente para a chamada faixa 1, destinada à população de baixa renda. Por isso, o programa está sendo reformulado.

O anúncio foi feito pelo secretário nacional de Habitação em audiência pública na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) na ulitma quarta-feira (22). Segundo Matsuda, a reformulação dará andamento às obras inacabadas, que hoje passam de 50 mil.

Celso Matsuda informou ainda que um remanejamento orçamentário está sendo feito para atender aos estados com grandes demandas, a exemplo de Goiás. Um dos problemas apontados pelo secretário é a invasão das obras em andamento, que está sendo analisada pelo Ministério da Justiça. O senador Angelo Coronel (PSD-BA) defendeu a agilidade das obras de habitação.

O secretário afirmou que, para este ano, está prevista a entrega de quase de 102 mil unidades.

Da Rádio Senado

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)