Home > Comunicação > Notícias > Reunião entre AMM e Microrregionais busca fortalecer parcerias

Reunião entre AMM e Microrregionais busca fortalecer parcerias

 

Alinhar cada vez mais as ações da Associação Mineira de Municípios (AMM) com as 44 associações microrregionais de Minas Gerais para fortalecer a ação municipalista no estado. Com esse objetivo, foi realizada, nessa segunda-feira, 18, em Belo Horizonte, a primeira reunião da atual gestão da AMM com os presidentes e representantes das microrregionais. “Por causa da dimensão territorial de Minas Gerais e a quantidade de municípios, a AMM, às vezes, não consegue o alcance devido. Com as microrregionais desenvolvidas, podemos articular melhor, levar capacitação com mais proximidade para os municípios, além de fazer a interação política e institucional com mais facilidade”, explicou o prefeito de Moema e presidente da AMM, Julvan Lacerda.

No encontro, 20 prefeitos estiveram presentes, sendo 16 presidentes de microrregionais, além de representantes de outras micros, quando discutiram como essa parceria pode favorecer as administrações locais e, consequentemente, a população. Foram apresentados e colocados à disposição das associações microrregionais os serviços oferecidos pela AMM, como o Diário-Online, apresentado pelo superintendente executivo da AMM, Rodrigo Franco, além da assessoria dos departamentos técnicos. O superintendente apresentou também o “Fale com o Técnico” e o “Fórum Técnico”, ferramentas de comunicação recentemente lançadas e que visam facilitar o contato dos servidores com os técnicos da entidade. “Aproveitamos ainda para mostrar números concretos que mostram a abrangência da AMM em Minas Gerais com as ações determinadas pelo presidente Julvan”, completou Rodrigo

O consultor da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Ângelo Roncalli, ressaltou que, com esse tipo de iniciativa, o presidente Julvan mostra, mais uma vez, que está cada vez mais aberto ao diálogo, buscando parcerias, e mais próximo dos municípios, ouvindo as demandas. “A partir do momento em que as micros estão mais engajadas e unidas com o movimento municipalista, com a AMM trazendo suas demandas, faz com que o nosso movimento ganhe cada vez mais força e a AMM, mais uma vez, saia na frente como a grande entidade municipalista que é, não só de Minas, mas também de todo o Brasil”, diz.


Uma das principais ideias expostas na reunião foi a disseminação dos cursos oferecidos pelo Centro de Qualificação para a Gestão Pública (CQGP) da AMM para o interior de Minas Gerais, por meio das microrregionais. “A qualificação da gestão local é um dos nossos grandes objetivos. Se a gestão local tiver eficiência nas suas ações, teremos alcançado o objetivo de atender o cidadão e prestar um serviço de qualidade”, explicou Julvan Lacerda.

 

“Ao levar esses cursos para as microrregionais, certamente vai aumentar, de forma exponencial, a presença dos servidores nos cursos. Com isso, quem ganha são os municípios, com funcionários preparados para executarem melhor as suas funções”, disse o prefeito de Ritápolis e presidente da Associação dos Municípios da Microrregião dos Campos das Vertentes (AMVER), Higino Zacarias de Souza – que também é presidente do Conselho Fiscal da AMM. Segundo ele, há uma demanda e uma necessidade muito grande pelos cursos de aperfeiçoamento e treinamento dos funcionários das prefeituras. “No entanto, a dificuldade de deslocamento torna, às vezes, quase impossível a participação nos cursos, e essa aproximação só vem a acrescentar”, ressaltou.

Ulisses Guimarães, prefeito de Caldas e presidente da Associação Microrregional dos Municípios do Alto Rio Pardo (AMARP), concorda que levar os cursos para às micros é de extrema importância. “Principalmente nesse momento que vivemos, de tamanha crise política e econômica enfrentado pelas prefeituras, levar os cursos pra mais perto de nós, para que os servidores não gastem com deslocamento até Belo Horizonte, é primordial”.

Segurança Pública

Os representantes das microrregionais também puderam ouvir o subsecretário de Integração de Segurança Pública, Marcelo Vladimir Correa, sobre a importância do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM / SESP / SINSP / MG).  Segundo ele, por intermédio dessa interlocução que a AMM tem com os municípios, vai ficar claro a identificação do real problema de segurança pública nos municípios mineiros. “Os prefeitos são essenciais nesse processo, porque a secretaria pretende fazer capacitação no fenômeno de segurança pública”, ressaltou.

Parceira da AMM no projeto de interiorização “AMM nos Municípios – Encontro nas Macrorregiões”, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) tem levado palestras sobre a importância da integração na segurança pública. Marcelo Vladimir afirmou que isso tem sido importante para reconhecer os aspectos locais. “Essa interlocução levanta alguns detalhes que nós não percebíamos estando aqui em Belo Horizonte. Quando se vai ao município, tem-se uma percepção mais clara da condição dessa localidade, essencial para a compreensão do fenômeno da segurança pública”, destacou o sub-secretário.

Publicado em 18 de setembro de 2017.