Home > Comunicação > Notícias > Programa Médicos pelo Brasil: gestores devem encaminhar programação da ocupação de vagas até 31 de março

Programa Médicos pelo Brasil: gestores devem encaminhar programação da ocupação de vagas até 31 de março

A Agência para o Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (ADAPS) anunciou que a etapa de envio da programação mensal da ocupação das vagas de médicos para a implementação do Programa Médicos pelo Brasil no ano de 2022 teve início na quinta-feira (24) e que gestores deverão encaminhar a programação requerida até 31 de março de 2022.

A programação consiste na estimativa quantitativa a ser feita pelo gestor local quanto à recepção mensal dos candidatos médicos aprovados no processo seletivo público de médicos para o Programa Médicos pelo Brasil. A etapa é fundamental para viabilizar a convocação e alocação de médicos nos municípios.

O envio da programação será organizado em duas etapas:

  • Cadastro dos gestores responsáveis pela gerência da vaga no município. Para isso, o gestor deverá preencher suas informações no link: desenvolveaps.com.br
  • Preenchimento dos dados sobre a ocupação das vagas de médicos para 2022

Serão consideradas como teto de vagas para a programação aquelas disponibilizadas no Edital SAPS/MS nº 11, de 15 de dezembro de 2021, e confirmadas no e-gestor em dezembro de 2021.

A programação solicitada contribuirá para que o processo de convocação dos candidatos médicos pela ADAPS se dê em alinhamento às condições reportadas por cada gestor municipal, a fim de serem evitados descompassos entre a convocação da ADAPS, e as reais condições de recepção e acolhimento dos profissionais.

Desse modo, para que o gestor municipal envie para a ADAPS a programação requerida, deverão ser considerados fatores como a estimativa de vacância médica mensal para 2022 em suas respectivas equipes de saúde da família, bem como suas condições de recepção e acolhimento aos novos profissionais durante todo o ano de 2022. Devem ser consideradas ainda a infraestrutura disponível e a capacidade instalada existente, incluindo a análise sobre UBS e equipes em funcionamento.

Clique aqui para conferir o ofício na íntegra

Mais informações com a assessora técnica de Saúde da AMM, Juliana Marinho, pelo telefone (31) 2125-2433.