Home > Comunicação > Notícias > Presidente da AMM recebe Medalha da Inconfidência

Presidente da AMM recebe Medalha da Inconfidência

A cerimônia da Medalha da Inconfidência foi realizada neste domingo (21), em Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais, e o presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, foi uma das personalidades que receberam a comenda, juntamente com 125 pessoas e instituições que contribuíram para o desenvolvimento do Estado e do País. A honraria é uma homenagem a pessoas que se destacaram pela relevância de serviços prestados à sociedade.

Para Julvan Lacerda, receber a Medalha é o reconhecimento da luta que ele, junto com a AMM e todos os 853 prefeitos mineiros, travou em prol dos municípios e dos cidadãos que vivem em Minas Gerais. “Sinto-me muito lisonjeado por receber essa comenda e quero dividi-la com todos os prefeitos. É um reconhecimento da força da nossa união”.

Neste ano, as homenagens foram concedidas especialmente às Forças de Segurança de Minas Gerais e de outros estados que trabalharam e ainda atuam em Brumadinho, após o rompimento da barragem da Vale S.A., que causou uma das maiores tragédias humanas e ambientais do mundo.

O prefeito de Ouro Preto, Júlio Pimenta, agradeceu a “sensibilidade democrática de todos os membros do conselho da medalha por manter a cerimônia tão importante na cidade símbolo da pátria”. “E, com isso, nos conceder momentos como esse, de reflexão da importância da conquista da liberdade e, consequentemente, da democracia do nosso Estado e do nosso país”.

Sobre a Medalha

Criada em 1952 pelo governador Juscelino Kubitscheck, a Medalha da Inconfidência possui quatro designações. Além do Grande Colar, entregue ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que não compareceu à cerimônia por outros compromissos previamente agendados, neste ano foram 30 agraciados com a Grande Medalha, 52 com a Medalha de Honra e 43 com a Medalha da Inconfidência.
De acordo com a Constituição do Estado, o governador decreta a transferência simbólica da capital de Minas Gerais para Ouro Preto. A cidade foi a capital mineira de 1823 até 1897. Como no ano passado, atendendo aos pedidos da população e para minimizar os impactos na rotina da comunidade local, por exemplo, o fechamento de vias importantes da cidade, o Governo de Minas realizou a solenidade em dois momentos distintos.