Home > Comunicação > Notícias > Presidente da AMM destaca a força do associativismo para os municípios durante seminário da microrregional AMAPI

Presidente da AMM destaca a força do associativismo para os municípios durante seminário da microrregional AMAPI

Na manhã desta terça-feira (15), aconteceu o Seminário de Transição de Mandato, uma iniciativa da Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Rio Piranga (AMAPI), com o apoio da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e Associação Mineira de Municípios (AMM). O presidente da AMM, 1º vice-presidente da CNM e prefeito de Moema, participou do evento, que foi um momento de orientação sobre os principais desafios dos gestores municipais para o próximo mandato que se inicia em janeiro de 2021.

As dificuldades que os gestores devem enfrentar foi unanimidade nas falas de todos os participantes, bem como a importância das associações municipalistas para que consigam contorná-las.

“Desejo boa sorte aos gestores eleitos e reeleitos. Se preparem, participem desse tipo de evento, porque os desafios serão grandes. E, pra sofrer menos e conseguir um resultado mais positivo das outras esferas, precisamos estar unidos, representados na AMM, na CNM, nas microrregionais e consórcios, ecoando uma voz de um conjunto de lideranças que aí sim pode ser ouvido”, afirmou o presidente da AMM, Julvan Lacerda, durante o evento.

Ele parabenizou a AMAPI pela iniciativa e pelos seus 36 anos de existência, marcada pela parceria e fortalecimento do associativismo, em face aos inúmeros desafios enfrentados pelos gestores.

No mesmo tom, o presidente da CNM, Glademir Aroldi, destacou a intensa pressão que o movimento municipalista fez na busca de auxílios financeiros e recuperação de receita dos municípios, por conta da queda brutal e da retração da economia causadas pela pandemia do novo coronavírus. “O Julvan Lacerda esteve permanentemente ao nosso lado no Congresso Nacional e junto ao governo federal, atuando e pressionando os senadores e deputados mineiros, e nos ajudou muito para que nossas conquistas fossem possíveis”, destacou.

Aroldi deu ainda um alerta: “Espera-se muita dificuldade em 2021, por isso, quero dizer aos gestores eleitos que podem contar com todas as entidades , AMM, CNM, microrregionais,  todos os dias vamos estar caminhando ao lado de cada um de vocês, buscando ações que possam resolver as dificuldades que terão pela frente”.

O secretário executivo da Amapi, José Adalberto de Rezende, destacou o próximo ano será ainda mais desafiador para todos os gestores. Por isso, a busca constante por melhorias na arrecadação municipal são essenciais para a sobrevivência dos municípios. “Cada vez mais os gestores têm que buscar melhorar a arrecadação, principalmente os nossos municípios em que a maioria sobrevive de repasses de outros entes”, disse.

Além da presença dos líderes municipalistas, o evento contou com a parte técnica, com importantes palestras sobre transição de mandato, marco legal do saneamento, compliance e fontes e alternativas de receita.