Home > ÁREAS TÉCNICAS > Cultura e Turismo > Plataforma Integrada do Turismo da Secult-MG é cedida ao estado de Goiás e à cidade de Palmas

Plataforma Integrada do Turismo da Secult-MG é cedida ao estado de Goiás e à cidade de Palmas

A Plataforma Integrada do Turismo (PIT), ferramenta de gestão de políticas públicas e compartilhamento de informações que a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult-MG) desenvolve, com o apoio das Instâncias de Governança Regionais (IGRs) e municípios mineiros, será cedida para mais duas localidades, a cidade de Palmas (TO) e o estado de Goiás.

Outros oito estados brasileiros já aderiram à PIT e
implantaram seu sistema de disponibilização de informações turísticas e planejamento territorial, enquanto outros quatro iniciaram as tratativas para cessão e uso. A PIT é cedida gratuitamente pela Secult-MG a secretarias e órgãos públicos de turismo.

A cessão da PIT para Palmas e Goiás acontecerá em uma solenidade on-line na próxima segunda-feira (29/3), a partir das 10h, que será transmitida ao vivo pelo canal da Secult no Youtube.

PIT

A PIT é uma ferramenta planejamento e gestão desenvolvida pela Secult-MG com objetivo de permitir o gerenciamento eletrônico das informações turísticas dos municípios mineiros por meio da adaptação da metodologia do Inventário da Oferta Turística.

Na prática, a PIT é visualizada no Portal Minas Gerais e no perfil do Instagram @visiteminasgerais, que promovem o estado como destino e interligam toda a rede do turismo mineiro, com a vantagem de estreitar a relação
entre turistas e equipamentos turísticos. Só em janeiro e fevereiro de 2021, foram 244 mil acessos orgânicos.

O portal tem como alicerce o Inventário da Oferta Turística, que é alimentado na PIT pelos municípios e IGRs mineiros e se configura como o principal instrumento de levantamento, identificação e registro da oferta turística municipal.

A inserção dos dados do Inventário, além de ser condição obrigatória para a participação de municípios na Política de Regionalização do Turismo de Minas Gerais, conforme Resolução Secult 16/2020, permite que a plataforma mantenha informações atualizadas sobre infraestrutura de apoio ao turismo, serviços e equipamentos turísticos e atrativos de todo o estado. Isso se reflete não só em uma base de dados úteis para o turista, como também norteia as políticas públicas da Secult para a promoção do turismo e para combate
a possíveis ameaças ao setor.

Atualmente, com a contribuição dos 517 municípios regionalizados e das 44 Instâncias de Governança Regionais (IGRs), o Portal Minas Gerais concentra mais de 47 mil itens cadastrados: mais de 16 mil serviços turísticos; cerca de oito mil atrativos turísticos; aproximadamente 15 mil informações sobre a infraestrutura de municípios e mais de seis mil registros entre blogs, eventos, roteiros, destinos, pacotes e circuitos turísticos. Os dados são de fevereiro de 2021.

Mais informações com a assessora do departamento de Cultura e Turismo da AMM, Brenda Grandioso, pelo telefone (31) 2125-2437.