Home > Comunicação > Notícias > Painel e palestras com personalidades movimentam tarde do X Congresso de Vereadores

Painel e palestras com personalidades movimentam tarde do X Congresso de Vereadores

O filósofo e ensaísta brasileiro, autor do Guia Politicamente Incorreto da Filosofia, Luiz Felipe Pondé, encerrou o evento com palestra sobre ética 

Dando início à programação técnica do X Congresso Mineiro de Vereadores, na parte da tarde do dia 8 de março, no Expominas, o tema “Empoderamento Feminino” foi apresentado pela empresária e especialista em comportamento e beleza feminina, Isis Rezende. Ela falou que todas as mulheres de hoje são a realização do sonho das suas antepassadas. “Temos que valorizar todas as mulheres que passaram por nós porque foi graças a elas que conquistamos tantos e muitos lugares que alcançamos hoje. Nós temos que fazer valer a pena”, afirmou. O evento foi promovido pela AMM, dentro das ações do projeto Desenvolve Minas Gerais, em parceria com o SEBRAE.

Na sequência da programação, os participantes assistiram ao painel de debates com o tema “O papel das câmaras municipais no desenvolvimento econômico dos municípios” que contou com a mediação da prefeita de Nepomuceno e Diretora Regional Sul da AMM, Iza Menezes. “Como prefeita, posso dizer que a gente não é nada sem o apoio dos vereadores. Muitos imaginam que a AMM é dos prefeitos, mas não, o próprio nome já diz, é a associação dos municípios, então, todos têm que usufruir”, ponderou Iza Menezes.

O Dia Internacional das Mulheres foi lembrado por todas as participantes do painel, a começar pela prefeita. Ela contou que, em Nepomuceno, no seu primeiro mandato, não havia mulheres na Câmara. “Agora, temos quatro vereadoras. E a comunidade está se acostumando a ver as mulheres no poder, tanto que, quando fui a uma escola, uma aluna me disse que, quando crescer, quer ser prefeita como eu”, compartilhou Iza Menezes.

Presidente da Associação das Câmaras Municipais de Minas Gerais, o vereador de Conceição do Mato Dentro, João Marcos Otoni, parabenizou a AMM pelo encontro e pelo trabalho com os municípios. Além disso, defendeu que, na política, é preciso de menos Brasília e de mais Brasil, que é preciso resgatar a autoestima dos mineiros e das mineiras. “Hoje, em Minas, o maior líder municipalista é o Julvan Lacerda, que tem trabalhado incansavelmente pelos municípios mineiros”, destacou.

A presidente da Câmara Municipal de Pirajuba, Larissa Borges, que está em seu segundo mandato, contou que cresceu no meio da política e destacou, em sua fala, a importância do papel legislador dos vereadores da cidade e de atração de investimentos e de interlocução com a população, instituições e executivo. A cidade tem nove vereadores, sendo quatro mulheres, que conseguiram formar a Mesa Diretora com o olhar feminino voltado para a luta pelas causas das mulheres. “Isso é um momento histórico”, comemorou com orgulho.

Caroline de Carvalho Castro, presidente da Câmara Municipal de Lagoa da Prata, contou que no município são nove vereadores, sendo três vereadoras, e que todos foram eleitos pela primeira vez. Ela é assistente social há 20 anos e conhece a realidade da cidade há muito tempo e queria ampliar seu raio de ação no sentido de ajudar mais pessoas. “Nós temos trabalhado muito em projetos de desenvolvimento econômico local. A câmara foi pioneira em publicar seu decreto de liberdade econômica, o que facilitou muito o empreendedorismo”, contou Caroline, que citou várias outras iniciativas do legislativo de Lagoa da Prata.

Para encerrar o painel, a presidente da Câmara Municipal de Campo Azul, Sigrede Portela Freitas, contou que está no seu segundo mandato e que no município são quatro vereadoras. “Somos muito respeitadas e apoiadas pelos cinco vereadores. E digo para as mulheres que não desanimem de entrar para a política, que continuem nesse luta. Outras mulheres abriram esse caminho para nós e vamos abrir para as próximas mulheres”, finalizou deixando essas palavras de incentivo para as mulheres.

Roberta, vereadora do município de Guarani – no qual três dos nove vereadores são mulheres –, afirma que viver com nanismo não é fácil, existe resistência e preconceito, mas que é possível lutar para que sejam aprovadas políticas voltadas para mulheres e para mulheres com deficiência. “Não desistam dos seus sonhos, por mais que eles te pareçam impossíveis, não desistam.”

Referência de empreendedorismo 

Na sequência, os participantes puderam prestigiar a palestra “A importância da mulher na transformação da sociedade” proferida pela historiadora e consultora de turismo de base comunitária, Luciana Balbino. Ela também é proprietária do Restaurante Rural Vó Maria, em Areia, e foi escolhida pela Revista Forbes como uma das 100 Mulheres Poderosas do Agro no Brasil.

Luciana contou a história de superação, de empreendedorismo e de muito amor por Chã de Jardim, uma comunidade de 600 habitantes na zona rural de Areia, no estado da Paraíba, e como foi possível gerar emprego e renda, combatendo o êxodo rural. Segundo ela, o empreendimento gerou 64 empregos diretos auxiliando 200 famílias. “Você pode tudo que quiser, basta olhar para quem está ao seu lado que você vai ver quem você precisa e quem precisa de ajuda”, contou Luciana que se tornou uma referência de empreendedorismo no Brasil.

Ela compartilhou inúmeros exemplos bem-sucedidos de empreendedorismo que envolveram vários personagens da comunidade de Chã de Jardim, mudando completamente a realidade de dezenas de famílias. As palavras da palestrante foram um estímulo para os gestores municipais para que eles se empenhem mais para fazer o melhor pelo seu povo.

Parceria com Sebrae

Antes de iniciar a programação da tarde prevista, um vídeo com uma mensagem do presidente do Sebrae, Carlos Melles, foi exibido para os participantes. Ele enalteceu o papel dos vereadores, comparando a um sacerdócio, “por ter contato direto com as aspirações do povo, por ser o representante legítimo eleito pelos cidadãos”. Melles cumprimentou o presidente Julvan “pela gestão à frente da AMM que é revolucionária pela forma que promove a governança pública no Brasil” e enalteceu a parceria produtiva entre a AMM e o Sebrae envolvendo os municípios em vários projetos de empreendedorismo e formação.

Gestão, liderança e ética 

A última palestra do congresso – “Inquietações propositivas sobre gestão, liderança e ética” – ficou sob a responsabilidade do filósofo e ensaísta brasileiro, autor do Guia Politicamente Incorreto da Filosofia, Luiz Felipe Pondé. Com uma experiência de 30 anos no mundo acadêmico pôde contribuir com o olhar de quem está envolvido com o mundo e oferecer esse olhar com os gestores que representam a população.

“Devemos tomar cuidado com a ideia de que o mundo deixa para trás problemas e que eles não vão voltar a acontecer, como a pandemia e a guerra”, citou o filósofo frisando que os problemas no mundo são recorrentes e que essas são as inquietações que o mundo vive.

O palestrante chamou a atenção para o fato de que no mundo atual, os municípios não são mais províncias e, portanto, os gestores dos municípios não podem ter mentes provincianas. Além disso, Pondé falou sobre o conflito de poderes e como Judiciário e Legislativo, por exemplo, se chocam, promovendo uma democracia cada vez mais agressiva e repleta de tensão.

Outro aspecto abordado pelo filósofo é o papel das redes sociais que traz um modo de tratar as questões com pouca responsabilidade. “As redes sociais introduzem uma instabilidade contínua porque trazem conteúdos da periferia, de assuntos privados, que caem na rede e que, ao caírem na rede, impactam em realidades enormes. Não existe vida privada em redes sociais, principalmente para pessoas que têm atividade pública”, explicou. “A função da democracia é diminuir a violência aumentando as representações por meio de organização da classe política da qual vocês, vereadores e vereadoras, fazem parte”, encerrou Pondé.