Home > COMUNICAÇÃO > Notícias > Painel do Turismo debate desenvolvimento econômico e social na primeira manhã do Congresso da AMM

Painel do Turismo debate desenvolvimento econômico e social na primeira manhã do Congresso da AMM

Apoio e fomento aos projetos de desenvolvimento e estruturação do turismo nos municípios mineiros foi o tema do encontro

Transformar a atividade turística em indutora de desenvolvimento econômico e social para os municípios. Esta foi a tônica das palestras desta terça-feira (14/05), durante o Painel do Turismo, que integra o 36° Congresso Mineiro de Municípios, no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte.

Ao todo, três palestras temáticas abordaram os desafios enfrentados pelos gestores municipais no fomento às atividades turísticas. A primeira palestra foi realizada pelo consultor de Turismo da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Mário Nascimento, que citou a cidade de Gramado como um case de sucesso na gestão turística. Segundo Nascimento, Minas Gerais tem 48 regiões turísticas que devem ser colocadas como prioridade no planejamento estratégico das gestões municipais. “Há dinheiro para se investir, mas o gestor municipal tem que planejar e demonstrar interesse, criar alternativas para que os investimentos cheguem aos municípios”, avalia.

Ainda segundo Mário Nascimento, é possível transformar e evolucionar o setor turístico do Brasil e de Minas Gerais e a CNM está lutando neste sentido. “Muitos prefeitos já entendem que investir em turismo é gerar condições para o desenvolvimento da saúde, da cultura, da infraestrutura, o que atrai um ciclo de mais desenvolvimento”, garante o consultor.

A fala de Mário Nascimento foi reforçada pelo depoimento do prefeito de Capitólio, José EduardoTerra Vallory. O gestor revelou que, assim como a maioria dos municípios mineiros, Captólio vem enfrentado as dificuldades decorrentes da crise fiscal no País, mas que graças ao turismo, a cidade vive um momento de pleno emprego, o que não pode ser proporcionado por nenhum outro setor da economia.

Outro aspecto abordado no Painel do Turismo foi o atraso recorrente na execução de obras de infraestrutura. A palestra ficou a cargo do Diretor do Departamento de Infraestrutura Turística do Ministério do Turismo, Marcelo Madeira. Segundo Madeira, há no Brasil, 1.455 obras paralisadas e 495 atrasadas, ligadas à infraestrutura turística. “Sabemos que estes entraves geram muitos problemas para as prefeituras, entre eles o aumento de custos, a redução do bem-estar social, o descontentamento da população e a desconfiança em relação ao poder público”, diz. Entretanto, Madeira reforça que o Ministério do Turismo está empenhado em garantir melhores resultados com os menores custos possíveis. “A nossa missão, de firmar esses contratos e acompanhá-los, é garantir os melhores resultados”, afirma o diretor.

As ferramentas de apoio do Ministério do Turismo ao setor público e privado, por meio de programas de financiamento a projetos de infraestrutura e qualificação de serviços, foi tema de palestra do coordenador-geral de Planejamento Territorial do Turismo do Ministério doTurismo, Eduardo Madeira.

O Prodetur + Turismo, o Fundo Geral do Turismo (Fungetur) e a captação de grandes investimentos externos para o turismo brasileiro foram detalhados na palestra. “O setor turístico está ávido por investimento. Não há mais como falar em desenvolvimento econômico e social sem passar pela indústria do turismo e demais segmentos do mercado de viagens”, disse o técnico do Ministério do Turismo.

Segundo ele, o Prodetur + Turismo, que contempla todas as regiões do Brasil com disponibilidade financeira inicial de R$ 5 bilhões via BNDES, tem sido o principal mecanismo de crédito ao setor, hoje, “que vai ao encontro das demandas de gestão pública e também de grandes projetos privados do setor”. Juntas, as 57 propostas apresentadas ao programa até o momento somam US$ 2,76 bilhões e beneficiam 45 municípios brasileiros. ” Trata-se do maior programa de fomento do turismo da América Latina e os gestores municipais não podem perder esta oportunidade”, afirma

A participação no programa exige que os municípios interessados sejam de localidades do Mapa do Turismo Brasileiro. Um call center disponibilizado pelo MTur esclarece dúvidas em relação ao Prodetur + Turismo, de forma a agilizar o atendimento de demandas. O telefone é o 0800 200 8484, e o email atendimento.prodetur@turismo.gov.br também recebe questionamentos a respeito das ações.

O painel faz parte da programação do 36° Congresso Mineiro de Municípios, promovido pela Associação Mineira de Municípios (AMM), nesta terça e quarta-feira, dias 14 e 15 de maio, no Estádio Mineirão. O tema deste ano é: “Novos governos. Perspectivas, Desafios e Compromisso com os Municípios.” Mais informações no portalamm.org.br.