Home > Comunicação > Notícias > “Os acordos da Saúde e da Vale precisam sair para que os benefícios cheguem logo ao cidadão mineiro”, diz Julvan durante evento em Divinópolis

“Os acordos da Saúde e da Vale precisam sair para que os benefícios cheguem logo ao cidadão mineiro”, diz Julvan durante evento em Divinópolis

Apresentar as principais pautas municipalistas e destacar a importância do associativismo e da capacitação para o aprimoramento da gestão pública a prefeitos e lideranças da região. Este foi o objetivo do Encontro com Gestores Municipais do Centro-Oeste de Minas Gerais, que aconteceu na manhã desta sexta-feira (2), em Divinópolis. O evento foi promovido pela Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Itapecerica (AMVI) e contou com o apoio da Associação Mineira de Municípios (AMM) e da FIEMG, representada pelo presidente regional, Eduardo Augusto. O presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região do Vale do Itapecerica (CISVI) e prefeito de Cajuru, Edson Vilela, também participou do encontro.

O presidente da AMM e vice-presidente da CNM, Julvan Lacerda, foi quem apresentou as pautas aos presentes. Ele defendeu a conclusão do Hospital Regional de Divinópolis, bem como soluções para manter o seu funcionamento. Julvan cobrou, também, a conclusão do novo acordo entre a AMM e o governo de Minas, que irá garantir o pagamento de R$ 6,8 bilhões de recursos atrasados da Saúde aos municípios. O acordo da Vale, que garantirá mais R$ 1,5 bilhão em repasses diretamente às prefeituras, também foi pauta.

“Estamos vivendo esse momento da municipalização de escolas, de pandemia, temos o dinheiro da Saúde pra receber do Estado, temos o acordo da Vale, que vai repercutir nos municípios. São muitas demandas e por isso precisamos estar unidos, coesos, falando a mesma língua, para conseguirmos conquistar. Porque o estado é mais forte que o município, mas os municípios unidos têm mais força pra não deixar o estado fazer uma relação de montaria com os municípios. Precisamos trabalhar juntos, mas tem que ser uma relação de parceria”, ressaltou.

O presidente da AMVI e prefeito de Itapecerica, Wirley Rodrigues (Têko), destacou a importância de promover eventos que reúnem os prefeitos do interior para que eles conheçam e possam se engajar na luta municipalista. “Precisamos debater o municipalismo, a dívida do estado com os municípíos na questão da Saúde, o desenvolvimento regional com a FIEMG. Unificar em um só discurso, para que a nossa região se fortaleça cada dia mais”, disse.

O prefeito ainda se disse esperançosos com a conclusão do Hospital Regional em Divinópolis. “Propus que se deve debater ainda mais não só a conclusão, mas como ele será utilizado, quem vai bancar o custo para a nossa região”, atentou.

Julvan também falou sobre a indenização da Vale e concordou que o hospital deve ser uma das prioridades da região dentro do acordo da Vale, além de usá-lo para efetivar ações em todas as regiões mineiras. “Esse dinheiro da indenização da Vale é uma indenização aos mineiros, não é uma indenização ao governo do estado. Então, ele precisa chegar aos mineiros, porque foi um dano ambiental muito grande, um dano financeiro muito grande e que precisa ser recompensado”, disse.