Home > Comunicação > Notícias > Municipalistas entregam pauta a ministros e subchefes do governo federal

Municipalistas entregam pauta a ministros e subchefes do governo federal

O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), vice-presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, participou da entrega da pauta municipalista elaborada pela CNM ao ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; ao ministro da Secretaria de Governo, Santos Cruz; e a subchefes do governo. A reunião aconteceu nesta quarta-feira, 13 de fevereiro, no Palácio do Planalto.

O documento foi entregue pelo presidente da CNM, Glademir Aroldi, e mais 27 representantes de entidades estaduais. “A nossa pauta é definida em reunião com os presidentes das estaduais e com a diretoria. A discussão sobre ela é muito séria e muito responsável”, ressaltou Aroldi.

Além do presidente da CNM, os presidentes e representantes de 27 entidades estaduais ressaltaram a força e a representatividade do movimento municipalista ao entregar o documento aos ministros. Na audiência, a palavra união foi mais uma vez destacada como ponto de partida para construção de uma boa relação entre os municípios e o Executivo Federal.

Julvan Lacerda destacou que o apoio e o diálogo que vêm sendo construídos pelo movimento municipalista junto ao governo federal podem trazer boas respostas para as reivindicações do setor. “Estamos buscando apoio e entendimento do governo federal para que eles entendam que a gestão municipal deve ter a sua devida importância no Pacto federativo. E isso vai de acordo com o que o atual governo fala, de menos Brasília e mais Brasil”.

O ministro Onyx Lorenzoni agradeceu a parceria que vem sendo construída e reforçou a importância do trabalho do ministro Santos Cruz, destacando que ele será essa ponte de diálogo com a relação entre o governo e os municípios. Neste sentido, o ministro da Secretaria de Governo, general Santos Cruz, destacou que a Segov é a porta de entrada para o Palácio do Planalto.

Além dos ministros, outros três subchefes também colocaram suas secretárias à disposição dos gestores locais.

 

Com informações da CNM