Home > Comunicação > Notícias > Judicialização da saúde é tema do encontro de farmacêuticos no próximo dia 22

Judicialização da saúde é tema do encontro de farmacêuticos no próximo dia 22

O evento será importante para os farmacêuticos designados a responder as demandas judiciais para fornecimento de medicamentos, fator que tanto onera os cofres municipais

“A assistência farmacêutica frente à judicialização da saúde em tempos de pandemia” será o tema da live que o Conselho Regional de Farmácia de Minas Gerais (CRF/MG) transmite no seu canal do Youtube, nesta terça-feira, dia 22, às 19 horas. A Associação Mineira de Municípios (AMM) apoia o evento que, neste ano, será feito de forma virtual, em função da pandemia.

O IV Encontro Brasileiro de Farmacêuticos Operadores do Direito que atuam na Judicialização da Saúde é promovido anualmente pelo Grupo de Trabalho de Farmacêuticos no Sistema de Justiça do CFF e trata da questão da judicialização da saúde, em especial os medicamentos.

A live terá a participação do farmacêutico Orozimbo Henriques Campos Neto e do juiz federal Clenio Schulze, coordenador do Comitê Estadual de Saúde de Santa Catarina, ligado ao Conselho Nacional de Justiça, e terá a mediação da presidente do CRF/MG, Júnia Célia de Medeiros, também integrante do GT do CFF.

O tema é de interesse de todos que atuam nos dois sistemas – de saúde e de Justiça. O evento será importante para os farmacêuticos da assistência farmacêutica pública e que são designados a responder as demandas judiciais para fornecimento de medicamentos, fator que tanto onera os cofres municipais.

De acordo com a presidente do CRF/MG, esse Grupo de Trabalho do CFF atua para dar apoio técnico aos farmacêuticos visando à diminuição ou qualificação das demandas judiciais, que são muitas em todo o País. “O farmacêutico tem papel essencial nesse trabalho, pois ele qualifica a judicialização, por meio dos seus pareceres técnicos”, ressalta Júnia Célia de Medeiros.