Home > Comunicação > Notícias > Hemominas lança campanha de doação de sangue “Carnaval Solidário”

Hemominas lança campanha de doação de sangue “Carnaval Solidário”

Entre os requisitos básicos para doar, é necessário ter boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg, estar bem descansado no momento da doação, alimentado e apresentar documento original e oficial com foto 

Com licença de Chiquinha Gonzaga, autora da primeira marcha carnavalesca com letra e também a primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil, a marchinha de carnaval “Ô Abre Alas”, composta em 1899, serviu de inspiração musical para a Fundação Hemominas lançar a campanha “Carnaval Solidário”. Com a adaptação da letra, o que se pretende é evocar seu espírito visionário, desafiador e até hoje contemporâneo, abrindo alas para atrair mais e mais “foliões” para a nobre causa da doação de sangue. Especialmente nesses tempos em que os estoques de sangue vêm sofrendo com a baixa no comparecimento de doadores desde o início da pandemia, em todo o país: na atualidade, os estoques dos tipos positivos estão, em média, 20% abaixo do ideal, enquanto os dos tipos negativos, 30%.

Pensando nisso, a Fundação Hemominas propõe que toda a energia positiva gerada pela alegria do Carnaval seja transfundida em doação de sangue! E, para isso, foi criada a campanha “Carnaval Solidário Hemominas”. Para participar da campanha, os candidatos à doação são convidados a enfeitar as suas máscaras, agendar seu horário em uma das unidades da Hemominas, fazer a doação de sangue, salvar vidas e postar uma foto nas mídias sociais, marcando @hemominas e utilizando a hashtag #CarnavalSolidarioHemominas.

As fotos que forem postadas com @hemominas serão compartilhadas nas páginas oficiais da Hemominas nas mídias sociais. Importante: as máscaras devem cobrir nariz e boca!

A campanha acontece de 8 a 28 de fevereiro. Na semana do Carnaval, as unidades da Fundação estarão abertas para atender os candidatos à doação de sangue. As datas para agendamento das doações são disponibilizadas para os próximos 10 dias e, diariamente, são liberados novos horários.

Segurança 

A Fundação Hemominas segue uma série de procedimentos de prevenção para que os doadores se sintam seguros ao entrar na instituição e fazer a doação de sangue. Entre os cuidados adotados, está o agendamento do horário para doação; o uso obrigatório de máscaras; a utilização do álcool gel/líquido 70% para higienização das mãos; a reorganização das salas de espera e de coleta de sangue das unidades, garantindo distanciamento mínimo de um metro entre os doadores.

Os procedimentos são feitos por profissionais capacitados e que seguem todas as normas de proteção e prevenção, a fim de proporcionar segurança para quem doa e sangue de qualidade para o paciente.

Como fazer a doação 

Entre os requisitos básicos para doar, é necessário ter boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg, estar bem descansado no momento da doação, alimentado e apresentar documento original e oficial com foto.

Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelo coronavírus, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial, ficam inaptos por 30 dias, após completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindiquem a doação).

Candidatos que tiveram contato com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico/laboratorial de infecção pela Covid-19 são considerados inaptos pelo período de 14 dias, após o último contato com essas pessoas.

Conheça todas as condições e restrições para doação de sangue.

Vacinas 

O prazo de inaptidão para doação após a vacina para Covid-19 depende do tipo recebido. Para as vacinas disponíveis em Minas Gerais, até o momento, os prazos são:

  • Coronavac/Sinovac: 48 horas
  • Covishield/ Serum/ AstraZeneca/ Fiocruz: 7 dias

Agendamento 

As doações devem ser agendadas online ou pelo MGapp – Cidadão. Em caso de não comparecimento, solicita-se cancelar o agendamento para disponibilizar o horário a outro candidato.

Consulte os endereços e horários de atendimento das unidades Hemominas em todo o Estado.

Mais informações com a assessora do departamento de Saúde da AMM, Juliana Marinho, pelo telefone (31) 2125-2433.