Home > Comunicação > Notícias > Grupos prioritários podem receber vacina contra a gripe até o dia 9 de junho

Grupos prioritários podem receber vacina contra a gripe até o dia 9 de junho

A Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES-MG) recomenda que somente as pessoas definidas como público prioritário da campanha compareçam às Unidades de Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) para receber a vacina contra a gripe até o dia 9 de junho de 2017.

São considerados grupos prioritários: crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes em qualquer idade gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores da saúde; povos indígenas aldeados; indivíduos com 60 anos ou mais de idade; professores na ativa da educação infantil, ensino fundamental, médio e superior das escolas públicas e privadas; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis, mediante prescrição médica; e população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde para o ano de 2017 protege contra os três subtipos do vírus da Influenza (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é vacinar os grupos com maior vulnerabilidade para complicações e mortes. A maioria dos casos de Influenza são casos leves e que se resolvem espontaneamente sem sequelas ou complicações. Entretanto, nos grupos mais vulneráveis, quadro clínico pode se complicar e gerar outras doenças graves, como a pneumonia bacteriana.

Do total de 5.560.505 pessoas incluídas no público-alvo, em Minas Gerais, a meta da campanha é vacinar 90% desse grupo. Trezentos e trinta e quatro (39,16%) municípios mineiros alcançaram a meta de 90% nos grupos prioritários; desses 85 (9,85%) alcançaram homogeneidade da cobertura de vacinação.

O estado de Minas Gerais tem mais de 20 milhões de habitantes e, portanto, uma eventual ampliação de públicos depende do envio de quantitativos extras. No momento, o Estado dispõe de cerca de 1,6 milhões de doses. Com a ampliação da oferta da vacina da influenza não será possível atender toda a população mineira.

Vale ressaltar que os municípios deverão contabilizar as doses necessárias para atender o esquema de segunda dose em crianças, pois não há estoque para disponibilizar futuramente.

A vacina contra Influenza é segura e também é considerada uma das medidas mais eficazes na prevenção de complicações e casos graves de gripe.

Mais informações com a assessora do departamento de Saúde da AMM, Juliana Marinho, pelo telefone (31) 2125-2433, e aqui.

Com informações da SES-MG.

 

Publicado em 6 de junho de 2017.