Home > Comunicação > Notícias > Gestores municipais do Vale do Mucuri participam de Ação Municipalista em Teófilo Otoni

Gestores municipais do Vale do Mucuri participam de Ação Municipalista em Teófilo Otoni

Representantes de municípios que integram a Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Mucuri (AMUC), participaram, na manhã desta terça-feira, 27, de mais um “Ação Municipalista”, em Teófilo Otoni. O evento, promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), com o apoio da Associação Mineira de Municípios (AMM), traz esclarecimentos sobre a pauta prioritária municipalista até os gestores locais. Mais de 15 prefeitos, 20 vereadores e servidores locais participaram.

Durante o evento, os participantes quiseram saber sobre a liberação do Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM), estimado em R$ 2 bilhões, conquista do movimento municipalista, que ainda aguarda a sanção presidencial e o anúncio da data em que será liberado. O assunto despertou dúvidas dos gestores municipais, que contam com o recurso para suprir demandas financeiras.

Outro assunto que chamou atenção não só dos prefeitos, mas dos vereadores e da imprensa presente foi a questão dos programas federais. “Quantos municípios têm que complementar com recursos próprios os programas federais?” Questionou o consultor da CNM, Ângelo Roncalli, durante a sua apresentação. Segundo ele, a população deve ficar muito atenta com a tanta responsabilidade a mais sobre os municípios, além do compromisso que as entidades municipalistas devem ter de buscar mudanças em relação a esse descompasso. “Nós temos o aval dos prefeitos de lutar para que possamos não só reajustar os programas Federais, mas toda a estrutura Federativa”,destacou.

O prefeito anfitrião, Daniel Sucupira, que também é o 1º Tesoureiro da AMM, abriu a reunião ressaltando a importância de trazer esse tipo de discussão para o interior, para que os gestores locais conheçam melhor as perspectivas do movimento municipalista. “O que nos motiva a participar desse evento são as pautas discutidas aqui, que são fundamentais para o movimento municipalista avançar. Aqui falamos de captação de recursos, de arrecadação, de um novo pacto federativo. Porque não adianta querer tirar dinheiro de onde não tem” Avançar nessa pauta significa avançar na proposta de captação de recursos do governo federal e um melhor repasse para os nossos municípios.

O prefeito também saudou o presidente da AMM e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, pela mobilização que vem sendo feita pela Associação, bem como a união junto ao movimento nacional, que segundo ele é imprescindível para pressionarmos de fato para uma mudança.

Para o presidente da Câmara Municipal de Teofilo Otoni, estar presente nessas reuniões é muito importante, fazendo pressão junto aos nossos deputados e senadores. “Tenho certeza que é muito importante que nós vereadores possamos compreender os desafios atuais da administração pública. Alem da escassez de recursos, o desrespeito com o trabalho que os municípios fazem é notório quando nos percebemos a desatenção, tanto na esfera estadual quanto na federal, de apoiar os que estão mais próximos do povo”, disse.

Representando o presidente da AMM no evento, o prefeito de Poté e diretor da AMM Região Jequitinhonha/Mucuri, Nêgo Sampaio, aproveitou a ocasião para convidar os participantes a somarem esforços ao movimento municipalista em dois importantes eventos: o 35º Congresso Mineiro de Municípios, em Belo Horizonte; e da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, marcado para os dias 21, 22, 23 e 24 de maio, na capital federal.

O controlador interno da AMM, Rodrigo Lázaro, falou aos presentes sobre as ações da entidade, bem como a importância de ser um afiliado à AMM, bem como estar adepto ao Diário On-line.

Para acessar as fotos dos eventos, acesse o Flickr da AMM clicando aqui. Acompanhe, também, a cobertura do evento em Cataguases (clicando aqui) e em Ritápolis (clicando aqui).