Home > AMM na imprensa > Fato Real – Prefeitos fazem mobilização na Assembleia contra o Fundo Extraordinário

Fato Real – Prefeitos fazem mobilização na Assembleia contra o Fundo Extraordinário

Nessa segunda-feira, 17/12 o prefeito de Ouro Branco, Hélio Campos e o vice-prefeito Dr. Celso Vaz se uniram a dezenas de prefeitos e representantes de várias cidades de Minas na mobilização na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Os prefeitos e a Associação Mineira dos Municípios () estão unidos e fazem mobilizações para que a Assembleia não aprove o Projeto de Lei (PL) 5.456/18 que institui o Fundo Extraordinário do Estado de Minas Gerais (Femeg).

O projeto já foi aprovado em 1ª votação. Graças a mobilização dos prefeitos o andamento do Projeto do Fundo já foi adiado algumas vezes, mas a Assembleia convocou reuniões extraordinárias para essa segunda, dia 17, onde estiveram em pauta o Fundo e o orçamento.

A dívida do Governo do Estado com Ouro Branco é de R$ 13.033.825,34.

Votação adiada

Mais uma vez a votação do Projeto de Lei (PL) 5.456/18, do governador Fernando Pimentel, que institui o Fundo Extraordinário do Estado de Minas Gerais (Femeg), foi adiada. A pressão exercida pela  () e vários prefeitos mineiros que compareceram na reunião extraordinária da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG) nesta quinta-feira, 13 de dezembro, fez com que os deputados não comparecessem para votar, resultando na falta de quórum para a aprovação da pauta. A votação foi transferida para a próxima terça-feira, 18 de dezembro, às 10 da manhã.

Notícia original, aqui.