Home > AMM na imprensa > Estado de Minas – Briga prefeitos pode prejudicar projetos de Zema na ALMG, diz líder da base

Estado de Minas – Briga prefeitos pode prejudicar projetos de Zema na ALMG, diz líder da base

Segundo Gustavo Valadares, a situação pode ‘contaminar a ainda desmobilizada base’.  acusou governador de promover confisco maior que Pimentel
O líder do bloco da base de Zema na Assembleia, Gustavo Valadares, alertou o governo

Deputados da base do governador Romeu Zema (NOVO) tomaram as dores de prefeitos mineiros na manhã desta quarta-feira (27) e fizeram um alerta: se ele não atender às reivindicações dos municípios, pode ter dificuldades de aprovar as propostas que enviar à Assembleia Legislativa.

As falas foram em resposta às críticas dos prefeitos em audiência na ALMG, na qual o presidente da  ( (MDB) acusou Zema de promover um “confisco” maior do que o do ex-governador Fernando Pimentel (PT).

Na reunião, os prefeitos cobraram de Zema a revogação de um decreto de Pimentel que criou uma comissão para controlar o fluxo de caixa do estado. Na avaliação de parte dos municípios, foi por causa desta norma que os repasses de IPVA e ICMS passaram a ser retidos pelo estado. Zema anunciou a deputados estaduais e federais que vai revogar a regra mas até o momento isso não foi feito.

Além do decreto, segundo o presidente da  , o novo governador continua devendo R$ 1 bilhão às prefeituras. “Exigimos a regularização dos repasses e o pagamento do confisco de janeiro, tendo em vista que foi o maior até agora. O Pimentel confiscou R$ 6 bilhões em 24 meses e o Zema confiscou R$ 1 bilhão em apenas um mês”, disse.

O líder do bloco da base de Zema, deputado Gustavo Valadares (PSDB), reforçou a cobrança dos prefeitos e disse que o governador terá de dar uma solução. “Estamos chamando a atenção do governo de que não dá para ficar contra os prefeitos, o governo tem se resolver e colocar em dia essa conta e manter as obrigações com os municípios em dia. Senão vai contaminar a ainda desmobilizada base na Assembleia”, disse.

Notícia original aqui.