Home > Comunicação > Notícias > Comissão da AMM conclui visitas técnicas do VIII Prêmio de Gestão Municipal

Comissão da AMM conclui visitas técnicas do VIII Prêmio de Gestão Municipal

No período de 16 a 25 de abril, a comissão do VIII Prêmio Mineiro de Boas Práticas na Gestão Municipal, da Associação Mineira de Municípios (AMM), visitou mais cinco municípios concluindo a pauta de avaliação dos projetos finalistas. O objetivo das viagens foi checar a viabilidade dos projetos, eficácia e atendimento à população, alguns dos critérios analisados para a seleção do vencedor da competição.

Como prevê o edital, três projetos de cada eixo foram selecionados pela equipe de avaliação, sendo nove classificados para a etapa final. Neste ano, o Prêmio Mineiro de Boas Práticas na Gestão Municipal da AMM englobou três eixos temáticos: Gestão Ambiental; Educação; e Economia/Desenvolvimento Econômico. Cada prefeitura mineira inscrita pôde concorrer com práticas em todos os eixos temáticos apresentados.

Projetos avaliados

Mateus Leme – eixo Educação: Iniciação Científica na Educação Infantil e nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental

O projeto tem como objetivo promover aprendizagens que possibilitem o acesso aos bens culturais, científicos e tecnológicos. A ideia é buscar uma educação voltada ao planejamento e desenvolvimento científico, estimulando e incentivando as crianças e adolescentes na modalidade de pesquisa acadêmica desenvolvida em diferentes áreas de conhecimento.

São Geraldo – eixo Educação: Inclusão Eficiente

O projeto tem como objetivo atender, com qualidade máxima, todas as crianças da rede municipal, principalmente aquelas que necessitam de inclusão eficiente no método escolar, proporcionando igualdade, impedindo que as diferenças entre elas gerem fracasso escolar. O projeto busca identificar as dificuldades das crianças na Escola e trabalhar individualmente cada obstáculo, buscando a melhoria de ensino de cada uma delas.

Goianá – eixo Economia: PROAGO

O programa consiste em um sistema de pontos atribuídos aos insumos e serviços oferecidos aos produtores cadastrados e tem por finalidade apoiar ações que propiciem o aumento da produtividade de alimentos, o aperfeiçoamento de técnicas de trabalho e combate ao êxodo rural. O produtor começa o ano com o saldo de 135 pontos, que podem ser trocados de acordo com a tabela de pontuação, por insumos e serviços. É exigida uma contrapartida financeira aos produtores rurais e a prefeitura subsidia em no mínimo 20% do valor da compra em conjunto de sementes de feijão/milho.

Extrema – eixo Gestão Ambiental: Projeto Conservador das Águas

O projeto consiste no levantamento planimétrico de cada propriedade rural, além da elaboração de uma planta virtual de cada propriedade, indicando sua situação e quais metas serão propostas para o local. O objetivo é aumentar a cobertura florestal nas sub-bacias hidrográficas e implantar corredores ecológicos, reduzindo os níveis de poluição difusa rural decorrentes dos processos de sedimentação e eutrofização e de falta de saneamento ambiental. Na prática, há integração entre a agricultura e o meio ambiente, fator fundamental na produção de água de boa qualidade.

 Paraisópolis – eixo Gestão Ambiental: Futuro com Água Nascente

Uma das grandes iniciativas do município de Paraisópolis está relacionada à preservação do meio ambiente intitulada “Futuro com Água Nascente”, instituído em 2015, por meio da Lei Municipal nº 2 446. O projeto visa a implantação de ações para melhoria de qualidade e quantidade das águas, da biodiversidade e do clima no município, por meio de metas e ações definidas, conservando os remanescentes de vegetação natural e a biodiversidade local que se encontra inserida na Serra da Mantiqueira, considerada a oitava área mais rica em biodiversidade, com maior concentração de água mineral e um dos melhores climas do mundo.

Sobre o Prêmio

As prefeituras de Minas Gerais que inscrevem suas iniciativas inovadoras no Prêmio garantem reconhecimento e se tornam exemplos para outras cidades. Promovido pela AMM, a premiação está na oitava edição e tem como objetivo impulsionar a eficiência na gestão pública, por meio de experiências modernas e inovadoras.

O Prêmio Mineiro de Boas Práticas na Gestão Municipal incentiva as administrações a empreender, transformando os projetos bem-sucedidos em mecanismos para uma gestão moderna, contribuindo para o desenvolvimento municipal. “Queremos promover nova cultura, que servirá como base de uma gestão pública voltada para resultados, ampliando a consciência de que é possível empreender no âmbito da gestão pública municipal”, ressaltou o presidente da AMM e prefeito de Moema, Julvan Lacerda.

Os vencedores de cada eixo serão conhecidos no 35º Congresso Mineiro de Municípios, no Estádio Mineirão, nos dias 19 e 20 de junho, em Belo Horizonte. Durante o Congresso, os nove finalistas terão espaços exclusivos para exposição de suas práticas.

Publicado em 27 de abril de 2018.