Home > Coronavírus > CNM cobra coerência do governo federal; entidades municipalistas terão reunião virtual com Guedes neste domingo (29)

CNM cobra coerência do governo federal; entidades municipalistas terão reunião virtual com Guedes neste domingo (29)

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) encaminhou ofício ao presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta sexta-feira, 27 de março, solicitando discurso coerente do governante com as medidas econômicas e profiláticas que estão sendo adotadas pelo seu próprio governo e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A entidade – alinhada com as 27 entidades municipalistas estaduais – pede ainda esclarecimentos sobre informações que estão sendo disseminadas pelas redes sociais e o reconhecimento da autonomia municipal.

A Associação Mineira de Municípios (AMM), assim como a CNM, preocupa-se com a confusão e os conflitos que as recentes declarações do presidente Jair Bolsonaro têm gerado na sociedade brasileira e em diversos segmentos, sugerindo desobediência civil. A mensagem da Confederação também foi encaminhada aos presidentes da Câmara dos Deputados, do Senado Federal e do Supremo Tribunal Federal (STF).
Confira ofício ao presidente da República na íntegra.

Reunião

Em busca de ações para minimizar os efeitos do novo coronavírus (Covid-19) nos municípios brasileiros, o presidente da AMM, 1 º vice-presidente da CNM e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, vai se reunir, virtualmente, com o presidente da CNM, Glademir Aroldi; e os presidentes das entidades estaduais de Municípios de todo o país, com o ministro da Economia, Paulo Guedes. A reunião terá início às 12h e será transmitida, ao vivo, nas redes sociais da CNM, pelo Facebook e Youtube.

Após a reunião, prevista para acabar às 14h, o presidente da CNM, estará disponível, para atender os jornalistas em uma coletiva de imprensa. Glademir Aroldi falará das pautas que a entidade espera que o governo aprove para viabilizar a gestão dos prefeitos por todo país.

Para participar, os jornalistas podem enviar perguntas pelas redes sociais e elas serão respondidas pelo líder do movimento municipalista.

Mais informações em imprensa@cnm.org.br.

Fonte: CNM