Home > Comunicação > Notícias > Casos registrados de febre amarela crescem e AMM alerta sobre a necessidade da vacinação

Casos registrados de febre amarela crescem e AMM alerta sobre a necessidade da vacinação

A situação é séria e merece a atenção de todo o povo mineiro. Os registros de indícios de febre amarela já ultrapassam 700 pessoas possivelmente infectadas pelo vírus, sendo 505 ainda em investigação. No último boletim do Governo foram divulgadas, oficialmente, 86 mortes causadas pela doença. A vacinação é a única forma de evitar a febre amarela e apenas 85% da população de Minas Gerais foi vacinada.

Conforme orientações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), nos municípios, é necessário intensificar as ações de controle da doença nas regiões com os casos confirmados e orientar a toda população do Estado sobre a importância da vacinação, principalmente o público masculino.

Entre as ações definidas para controlar a febre amarela nas áreas rurais e manter a incidência zero de febre amarela urbana, destacam-se as campanhas educativas sobre a necessidade de vacinação, ampliação dos horários de vacinação nas unidades de saúde, a vacinação casa a casa na zona rural dos municípios com casos confirmados ou com epizootias (morte de primatas) confirmadas para a febre amarela e o aumento no número de equipes de saúde nas regiões e também parceria entre as áreas de Atenção Primária e Vigilância em Saúde.

Os agentes comunitários de saúde visitam domicílios, fazendo o acompanhamento dos cartões de vacina e prestando orientações à população, no intuito de mobilizá-las para as ações de prevenção e controle da doença.  As informações coletadas durante as visitas domiciliares possibilitam, também, que as equipes de Atenção Primária planejem suas ações e adotem as medidas efetivas no enfrentamento à febre amarela.

Clique aqui e tire suas dúvidas sobre a febre amarela e aqui para ter acesso ao boletim.

Mais informações com a assessora do departamento de Saúde da AMM, Juliana Marinho, pelo telefone (31) 2125-2433.

Publicado em 21 de fevereiro de 2018.