Home > Comunicação > Notícias > AMM participa de roda de conversa virtual sobre conferências de assistência social promovida pela AMAMS

AMM participa de roda de conversa virtual sobre conferências de assistência social promovida pela AMAMS

Em “Roda de Conversas on-line sobre o processo das conferências municipais de Assistência Social 2021” promovida pela Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (AMAMS) nesta terça (6), a técnica do departamento de Assistência Social da Associação Mineira de Municípios (AMM), Jéssica Araújo, abordou a atuação do SUAS em situações de calamidade Pública e Emergências. O intuito do evento foi aprofundar conhecimentos sobre o processo das conferências municipais de Assistência Social 2021, abordando as  estratégias que o município poder realizar neste momento de pandemia, no intuito de subsidiar as ações a serem desenvolvidas frente a esta demanda.

“Todos necessitam por serviços e benefícios de forma imediata e eficaz, garantindo os direitos fundamentais necessários à sobrevivência durante e após a situação de emergência com a participação dos entes municipais, estaduais e da união”, destacou Jéssica.

No encontro, a AMAMS espera contou com a presença da consultora da Área da Assistência Social da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Rosângela Ribeiro, e  também com  a superintendente de Assistência Social do Estado da Bahia,  a Psicóloga Leísa Mendes. A Bahia vem ofertando esse apoio aos municípios e participou do encontro  contribuindo com a troca de experiência em relação as organizações das conferência municipais.

O encontro discutiu o tema central e os eixos e o processo das Conferências Municipais de Assistência Social e Possibilidade de Ações.  Os eixos abordados nesta conferência foram:  Eixo 1 – A proteção social não contributiva e o princípio da equidade como paradigma para a gestão dos direitos socioassistenciais no enfrentamento das desigualdades Eixo 2 – Financiamento e orçamento como instrumento para uma gestão de compromissos e corresponsabilidades dos entes federativos para a garantia dos direitos socioassistenciais Eixo 3 – Controle social: o lugar da sociedade civil no  SUAS e a importância da participação dos usuários; Eixo 4 – Gestão e acesso às seguranças socioassistenciais e a articulação entre serviços, benefícios e transferência de renda como garantias de direitos socioassistenciais e proteção social Eixo 5 – Atuação do SUAS em Situações de Calamidade Pública e Emergências

O presidente da AMAMS, José Nilson Bispo de Sá, prefeito de Padre Carvalho, lembrou que as conferências são uma grande oportunidade para se avaliar em que medida a gestão compartilhada tem sido cumprida e assumida como responsabilidade política por todos os atores envolvidos, tendo em vista, que  as conferências são espaços de caráter deliberativo que permitem o debate e avaliação da Política de Assistência Social e a proposição de novas diretrizes, no sentido de consolidar, ampliar os direitos socioassistenciais bem como fortalecer a  participação social de todos os segmentos.  “ Por tal motivo, é muito importante que neste momento os usuários, trabalhadores e entidades socioassistenciais em conjunto com a gestão pública tracem os novos rumos do Sistema Único de Assistência Social (Suas), o momento é propício para discussão e articulação coletiva para o desenvolvimento de estratégias que garantam sustentabilidade a política pública para os anos seguintes”, disse.