Home > COMUNICAÇÃO > Notícias > AMM e Defesa Civil promovem capacitação para representantes dos municípios mineiros afetados pelas chuvas

AMM e Defesa Civil promovem capacitação para representantes dos municípios mineiros afetados pelas chuvas

Representantes dos municípios afetados pelas chuvas em Minas Gerais participaram de uma capacitação promovida pela Associação Mineira de Municípios (AMM) e a Defesa Civil (estadual e federal), nesta terça-feira (28), na sede da entidade, em Belo Horizonte, com o objetivo de aprenderem a usar o Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID). O curso segue até a próxima quinta-feira (30) na sede do Crea-MG (avenida Álvares Cabral, 1.600) devido ao número de participantes.

Já são 101 municípios em situação de emergência no Estado por causa dos estragos causados pelas chuvas, conforme decreto publicado no Diário Oficial do governo estadual no dia 27 de janeiro. A medida vale por 180 dias e possibilita ações mais céleres para a recuperação dos estragos e auxílio à população.

O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), 1º vice-presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e prefeito de Moema, Julvan Lacerda, explica que a burocracia existente para que os prefeitos consigam ter acesso a recursos emergenciais da União é demasiada e não consegue atender com a urgência necessária nesses casos. “Vimos neste curso a oportunidade de os gestores conseguirem recursos de forma mais rápida por meio da utilização correta do sistema integrado da Defesa Civil.”

Segundo Julvan, é preciso quebrar esse processo, já que o dinheiro deveria atender à população atingida prontamente, com recursos para comprar água, comida, colchões, para os desabrigados. “O que o gestor precisa quando acontece uma calamidade dessas é emergencial. O governo federal tem recursos para atender nesses momentos de crise, mas a burocracia trava tudo, e muitas vezes o município pequeno não tem capacidade técnico-gerencial para poder ter acesso a esse recurso. Por isso, a AMM está apoiando e dando suporte nesta questão para resolver essa situação mais rapidamente.”

O evento contou com a presença do coronel Alexandre Lucas, Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, e de representantes da Defesa Civil em Minas Gerais.

O Chefe do Gabinete Militar do Governador e Coordenador Estadual de Defesa Civil/MG, Coronel PM Rodrigo Sousa Rodrigues, enfatizou a importância da parceria com a AMM. “Para nós, do Governo do Estado, a experiência da AMM, no sentido de mobilizar os diversos municípios assolados por esse período de chuvas intensas, é muito importante. A gente se une para trazer solução, dignidade, ajuda humanitária.”

Na avaliação do coronel, este curso “é para permitir que os municípios, principalmente os menores, que não têm uma Defesa Civil estruturada, possam ter acesso ao sistema para acessar recursos estaduais e federais, que poderão auxiliar na ajuda humanitária, que é socorro, e também na reconstrução e recuperação das estruturas afetadas nos diversos municípios de Minas Gerais”.

O Capitão Herbert Aquino Marcelino, do Corpo de Bombeiros, e Diretor de Resposta a Desastres da Defesa Civil, reforça que a ideia da capacitação “foi chamar os representantes dos municípios afetados, para, juntos com os municípios, preparar a documentação e capacitá-los nessa área de como decretar, mostrar no sistema a comprovação dos danos e prejuízos e solicitar os recursos do Governo Federal para o restabelecimento dos serviços essenciais, assistência humanitária para as pessoas afetadas, para voltar a normalidade nos municípios”.

Uma das regiões severamente afetadas foi a do Caparaó. A coordenadora da Defesa Civil de Caparaó, Hemyllay Mendes Alves Raposo, explica que o município perdeu 21 pontes, está com pessoas desabrigadas e sem água potável. “Não tivemos apoio, porque as entidades não conseguem chegar até nós. Muitas famílias estão em escolas, casas de família, abrigos. O governador nos prometeu uma ajuda para tentarmos reerguer Caparaó. Nunca voltará a ser como antes, por causa dos estragos. Mas, com este curso, a gente conseguirá reestruturar pelo menos os acessos. Estamos aqui para isso, aprender a mexer no sistema e reivindicar os recursos.”

Guia

Para auxiliar os municípios afetados, o TCEMG também criou um guia básico para orientar sobre como agir em situações de emergência e estado de calamidade pública. Saiba mais aqui. 

Doações

As pessoas interessadas em fazer doações aos municípios afetados podem entregar os produtos (higiene, colchões, travesseiros, lençóis, alimentos não-perecíveis e roupas) no Servas (na avenida Cristóvão Colombo, 683, Funcionários, em Belo Horizonte); no Batalhão da Polícia Militar na avenida Amazonas, 6.455, na Gameleira, em Belo Horizonte; e nos demais batalhões do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar em MG (veja os endereços aqui).