Home > COMUNICAÇÃO > AMM e ACHMG são parceiras da CNM em reunião sobre desenvolvimento do turismo e da cultura em Minas Gerais

AMM e ACHMG são parceiras da CNM em reunião sobre desenvolvimento do turismo e da cultura em Minas Gerais

A sede da AMM, em Belo Horizonte, recebeu na sexta-feira (1º de novembro) a reunião de trabalho da Confederação Nacional de Municípios (CNM), em parceria com a Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais (ACHMG), a Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial (OCBPM), a Associação Mineira de Municípios (AMM) e o Governo do Estado. Na pauta do encontro, estavam questões sobre o desenvolvimento do turismo e a manutenção do patrimônio histórico, cultural e mundial dos municípios.

O encontro teve como tema a “Governança para o Turismo e a atração de investimentos: desafios e oportunidades”. A ideia foi cooperar com o desenvolvimento do turismo sustentável nas Cidades Históricas e nos Sítios do Patrimônio Mundial, Natural e Cultural no Brasil, além de orientar o trabalho das instâncias de governança estabelecidas no Estado de Minas Gerais. Na pauta do Encontro estava ainda a escolha da próxima cidade mineira que sediará o IV Seminário Nacional de Governança para o Turismo e a Feira de Negócios Turísticos e Destinos do Brasil – Edição Minas Gerais 2020.

Representando a CNM no evento, o consultor da Confederação e ex-presidente da AMM, Ângelo Roncali, explicou que a reunião faz parte de um grande projeto da entidade com foco na promoção do turismo em todo o País. “Um dos eixos que temos trabalhado muito na CNM é o turismo e a governança para o turismo. No Brasil, temos diversos destinos turísticos e isso é muito pouco explorado. Temos dados que o turismo é o maior indutor do desenvolvimento econômico. Hoje, a maneira mais fácil de gerar emprego e renda é ao fomentar o turismo”, reforçou o consultor ao falar da importância dos eventos para alavancar o setor e consequentemente aquecer a economia local, em cada um dos municípios.

O presidente da OCBPM e Consultor da CNM, Mário Nascimento, que fez a palestra magna do evento, apresentou cases de sucesso no turismo brasileiro, como os das cidades gaúchas de Gramado e São Miguel das Missões.

Após a palestra, o presidente da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais, José Fernando Aparecido, colocou para a apreciação do plenário a proposta de levar ao Governo de Minas Gerais o pedido para o aumento do repasse do ICMS Cultural do Estado aos municípios, que são os responsáveis diretos por preservar, cuidar e restaurar os bens tombados em Minas Gerais. O ICMS Patrimônio Cultural é um programa de incentivo à preservação do patrimônio cultural de Minas Gerais, por meio de repasse dos recursos para os municípios que preservam seu patrimônio e suas referências culturais, por meio de políticas públicas de preservação relevantes.

O evento contou com a presença do coordenador-geral de Comunicação da AMM; Luciano Pereira, representando o presidente da AMM, 1º vice-presidente da CNM e prefeito de Moema, Julvan Lacerda; do prefeito de Itapecerica, diretor da AMM e vice-presidente da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais, Wirley Reis; do representante da Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial, Mário Nascimento; do prefeito de Conceição do Mato Dentro, José Fernando Aparecido de Oliveira; da subsecretária de Turismo do Estado, Marina Simião; e do representante da CNM, Ângelo Roncali.