Home > Coronavírus > Ação da Sedese distribui mais de 175 mil cestas em Minas Gerais

Ação da Sedese distribui mais de 175 mil cestas em Minas Gerais

Alimentos foram doados pela iniciativa privada e serão destinados a famílias em situação de vulnerabilidade

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDESE), irá distribuir 175.500 cestas básicas a famílias mineiras em situação de vulnerabilidade nos 853 municípios. A ação será possível graças a uma parceria com o projeto “Fazer o bem faz bem”. Para divulgar e mobilizar os municípios, o Governo de Minas conta com o apoio da Associação Mineira de Municípios (AMM). A logística para a distribuição das cestas será viabilizada por meio de parceria entre a Sedese, Defesa Civil e Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). Os alimentos serão recebidos em 19 batalhões e centros de distribuições da Defesa Civil em todo o Estado, locais em que os municípios deverão fazer as retiradas.

“Estou aqui para agradecer ao Governo do Estado que está fazendo este movimento de capitanear estes recursos da iniciativa privada para repassar para nossos cidadãos que estão precisando. Os municípios vão ser parceiros nisso, cada um deles precisa fazer a sua adesão para receber esta ajuda que vai chegar para quem está mais precisando neste momento”, afirmou o presidente da AMM, 1º vice-presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e prefeito de Moema, Julvan Lacerda.

Os donativos serão direcionados para diversos públicos, todos eles (com devido registro) identificados pelo Cadastro Único de Assistência Social (Cadúnico) do Governo Federal e demais cadastros oficiais. São eles: pessoas na faixa de extrema pobreza, e que não tenham recebido o auxílio emergencial do Governo; pessoas idosas em situação de extrema pobreza; povos e comunidades tradicionais; catadores de material reciclável; jovens na faixa de pobreza que não foram atendidos pelo Bolsa Merenda, além de entidades que atendam população em situação de rua.

A Secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Elizabeth Jucá, afirma que as doações são de extrema importância para o estado. “Sabemos como a pandemia afetou a renda das famílias, e aquelas que já tinham poucos recursos foram ainda mais impactadas com o isolamento social. As doações, principalmente de alimentos, trazem alívio e dignidade para essas famílias que precisam de apoio para superar esse momento”, explica.

Mais informações com a assessora do departamento de Assistência Social da AMM, Jéssica Araújo, pelo telefone (31) 2125-2404.