Home > COMUNICAÇÃO > Notícias > AMM alerta população sobre registro de mais de 30 mil casos de dengue no Estado

AMM alerta população sobre registro de mais de 30 mil casos de dengue no Estado

As chuvas de verão, além das inundações, trazem sérios problemas às administrações municipais com a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Conforme o último Boletim Epidemiológico de Monitoramento dos casos de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus do Estado, feito nesta segunda-feira (25/02), até o momento, Minas Gerais registrou 30.352 casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de dengue.

Em 2019, há 11 (onze) óbitos em investigação para dengue. Em relação à Febre Chikungunya, Minas Gerais registrou 509 casos prováveis da doença. Foram confirmados dois óbitos por chikungunya nos municípios de Coronel Fabriciano e Ipatinga em 2018; há um óbito em investigação. Em 2019, até o momento, não houve registro de óbitos suspeitos da doença. Já em relação à Zika, foram registrados 145 casos prováveis da doença em 2019, até a data de atualização do boletim.

O registro maior de casos é esperado para este período (meses quentes e chuvosos) devido à sazonalidade da doença. Dessa forma, o Estado está em situação de alerta para esse aumento no número de casos das doenças transmitidas pelo Aedes (dengue, chikungunya e zika).

As ações de controle da Dengue, Zika e Chikungunya são permanentes, ocorrendo durante todo o ano. Entre as ações desenvolvidas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-MG) para o enfrentamento ao Aedes estão:

  • Realização de reunião técnica com as regionais de saúde em setembro de 2018 para revisão das atividades do Programa Estadual de Controle das Doenças Transmitidas pelo Aedes;
  • Monitoramento dos indicadores municipais do PROMAVS (Programa de Monitoramento das Ações de Vigilância em Saúde do Estado de Minas Gerais). Entre todos os indicadores, um deles é referente à obrigatoriedade de cadastro dos agentes de combate a endemias (ACE) no CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde), pelo município, mantendo vínculo no serviço. Isso gera continuidade nas ações de prevenção e controle das arboviroses;
  • Elaboração dos Planos de Contingência Estadual e Municipais para prevenção e controle das doenças transmitidas pelo Aedes. A partir da fase em que o município se encontra algumas ações são desencadeadas pelo Estado.

» Clique aqui e confira a Tabela de Casos Prováveis de Dengue por município em 2019 (atualizado em 25/02/2019).

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde (SES-MG).
Foto: Arquivo/Agência Brasil.

Mais informações com a assessora do departamento de Saúde da AMM, Juliana Marinho, pelo telefone (31) 2125-2433.

Publicado em 27 de fevereiro de 2019.