Home > Comunicação > Notícias > Ação Municipalista discute cenário atual e gestão administrativa em Bocaiuva

Ação Municipalista discute cenário atual e gestão administrativa em Bocaiuva

Para ficarem alinhados com a pauta municipalista e as principais conquistas do movimento, além da apresentação das expectativas de receita para 2018, representantes de 20 municípios, entre prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários e servidores municipais, participaram de mais uma edição do “Ação Municipalista” em Minas Gerais, em Bocaiuva, região norte do estado. O encontro, promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), com o apoio da Associação Mineira de Municípios (AMM), aconteceu na manhã desta terça-feira, 24 de abril.

Estiveram presentes cerca de 100 participantes. A mesa de abertura foi composta pela prefeita anfitriã, Marisa Alves, membro do Conselho Fiscal da AMM, o presidente da AMESF e prefeito de Francisco Dumont, Eduardo Rabelo Fonseca; o presidente da AMAMS e prefeito de Januária, Marcelo Félix; o presidente da Câmara Municipal de Bocaiúva, Ramon Morais, e o deputado estadual Gil Pereira.

O projeto de interiorização “Ação Municipalista” vai rodar o país inteiro para alinhar o discurso dos prefeitos afim de que tenham conhecimento e possam cobrar dos seus parlamentares a votação de pautas importantes para o desenvolvimento da gestão municipal, bem como conhecer as conquistas do municipalismo e troca de experiências de administração.

A prefeita de Bocaiúva e anfitriã do evento, Marisa Alves, destacou a importância de debates como esse chegarem ao interior nas pequenas cidades ao invés das cidades pólo, como Montes Claros. Além disso, Marisa ressaltou que está cada vez mais difícil ser prefeita, devido à transferência de responsabilidades para a gestão municipal, sem que seja acompanhada de uma expectativa de custeio. “Nós temos mais obrigações repassadas do que qualquer outro governo e uma cobrança muito firme do Ministério Público. Às vezes, o prefeito ou a prefeita atendem aquela demanda sem questionar, mas é preciso chegar explicar a situação e buscarem uma saída”.

Segundo ela, é necessário planejamento. “Nós lidamos com milhares de pessoas, mas como lidar com o valor da folha de pagamento de um hospital sem saber que dia vai entrar o recurso, se vai chegar o valor integral ou não? Precisamos acertar isso com o estado, pois precisamos de ter os valores planejados e revistos. Se as nossas responsabilidades aumentam, porque o valor repassado continua o mesmo de 15 anos atrás?”, questionou.

Ângelo Roncalli, consultor da CNM, foi quem apresentou aos presentes as perspectivas e as pautas municipalistas e ressaltou que não existe milagre, mas existe a conscientização necessária de todo o político e a união para lutar. “Esse é o objetivo desses eventos, trazer informações para que estejam atentos à essas questões, possam se apropriar desse discurso , para conhecer e cobrar as pautas de interesse dos municípios, saber as propostas que temos para buscar condições de nós mesmos resolvermos nossos problemas”, destacou.

No encontro, os prefeitos dialogaram ainda sobre as principais reivindicações municipalistas, bem como os projetos que estão para ser votados no Congresso Nacional e dependem da pressão nos parlamentares para que sejam votadas. Como exemplo: as principais conquistas do movimento municipalista em 2017, como: ISS, Encontro de Contas, Cefen, Precatórios entre outros;e as principais pautas municipalistas: AFM, 1% FPM, Atualização dos Programas Federais, Lei Kandir, Licitações, UPA, Creche, Calc, Improbidade;

Além das pautas, os participantes dos encontros foram convidados para os principais encontros municipalistas do Brasil: o 35º Congresso Mineiro de Municípios, em Belo Horizonte, será realizado pela primeira vez no Mineirão, em Belo Horizonte, nos dias 19 e 20 de junho; e da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, marcado para os dias 21, 22, 23 e 24 de maio, na capital federal.

Congresso Mineiro de Municípios

O controlador interno da AMM, Rodrigo Lázaro, um dos responsáveis pelo processo de afiliação e do Diário Online da entidade, apresentou os serviços prestados pela AMM, explicou que existem técnicos de todas as áreas da prefeitura para auxiliar os prefeitos e servidores das prefeituras. Ele também convidou os presentes para participarem do 35º Congresso Mineiro de Municípios, realizado pela AMM nos dias 19 e 20 de junho, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Os serviços prestados pela CNM também foram abordados. Marciley Coelho, do departamento de Articulação Política e Institucional. Ele explicou aos participantes que a CNM possui todas as áreas técnicas de uma administração municipal e uma expertise em ajudar os municípios com ações integradoras e que auxiliam para uma gestão eficiente e que proporciona desenvolvimento para os municípios.