Home > Comunicação > Notícias > Abertura do XII Fórum Mineiro de Contabilidade Pública da AMM lota o auditório do BDMG em Belo Horizonte

Abertura do XII Fórum Mineiro de Contabilidade Pública da AMM lota o auditório do BDMG em Belo Horizonte

O tradicional Fórum Mineiro de Contabilidade Pública Municipal, promovido pela Associação Mineira de Municípios (AMM), teve início na manhã desta terça (9) no auditório do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), em Belo Horizonte. Mais de 220 pessoas participaram da abertura do evento – que conta com o apoio do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) – representando 86 entidades entre prefeituras, câmaras municipais, consórcios, microrregionais, empresas privadas.

”Ficamos impressionados com o público que aderiu ao Fórum. Essa visão que estamos trazendo, com a nova gestão da AMM, é realmente capacitar os gestores que talvez ainda não estejam preparados para a missão administrativa, e não só política, para que as coisas aconteçam de uma forma mais harmônica para os municípios”, destacou o presidente da AMM e prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius.

O presidente da AMM participou da abertura solene junto com a assessora técnica de Contabilidade e Controle Interno, Analice Horta; o presidente do TCEMG, conselheiro Mauri Torres; a presidente do CRC-MG, Suely Maria Marques de Oliveira, e o diretor com o diretor comercial do BDMG, Rômulo Martins, representando o presidente Marcelo Bomfim.

Rômulo Martins destacou a busca por qualificação para os gestores e servidores municipais por parte da Associação. “ A AMM vem transformando essa questão da gestão municipal com o apoio muito importante de todo o estado, e esse assunto contabilidade é muito importante para os municípios, na medida em que vocês garantem que os municípios possam fazer uma grande gestão”.

O presidente do TCEMG, Mauri Torres, reforçou a importância da parceria com a AMM no sentido de qualificar e auxiliar as gestões municipais. “Tudo que o Tribunal puder colaborar e contribuir, estaremos contribuindo, e queremos estar cada vez mais próximo dos gestores e contadores municipais. (…) O TCE vem implantando uma gestão no sentido mais pedagógico do que punitivo, e é importante essa relação próxima dos contadores das prefeituras junto ao tribunal de contas, porque muitas vezes o acompanhamento orçamentário, das informações enviadas ao TCE, causam muitas dúvidas”.

Para a presidente do CRC-MG, Suely Maria Marques de Oliveira, os contadores municipais precisam cada vez mais de participar de eventos como o Fórum para que consigam executar com sucesso suas funções. “Queremos cada vez mais fomentar a troca de conhecimento relacionada à Contabilidade Pública. Desejo o mesmo sucesso das edições anteriores desse tradicional fórum sejam alcançados também nessa edição”.

A assessora técnica, Analice Horta, agradeceu a disponibilidade dos participantes em vir à capital participar do Fórum. “A capacitação é uma marca forte do doutor Marcos, e espero que o evento seja esclarecedor e que vocês possam voltar ainda melhores, aplicando os conhecimentos adquiridos em prol da melhoria da administração pública”, disse.

Dr. Marcos Vinicius reforçou ainda a importância do Fórum e da missão da entidade de promover a capacitação e qualificação dos gestores e servidores que atuam nas administrações públicas municipais. “É um momento de troca de experiências e, principalmente, de adquirir conhecimento sobre uma das principais áreas da gestão pública, a Contabilidade. Afinal, o setor é vital à saúde financeira da gestão de uma prefeitura, então, vejo como necessária a capacitação dos servidores públicos nessa área”.

Programação

Durante os dois dias, o Fórum conta com temas extraídos das principais demandas apresentadas na AMM, buscando auxiliar e capacitar os contadores e servidores da área frente às questões atuais, às mudanças que se apresentam e assuntos como a nova estrutura conceitual para elaboração e divulgação de informação contábil.
Nesta manhã, o público pôde conferir a palestra “Principais Causas de Críticas no SICOM”, com o servidor do TCEMG, Felipe Figueiredo da Conceição.

À tarde, a segunda palestra foi sobre Fonte e Destinação de Recursos: Nova Classificação Padronizada, com a palestrante Lucy Fátima de Assis Freitas, do Conselho Federal de Contabilidade. Logo após, sobre o tema: Retenção de impostos para Órgãos Públicos – Municípios, com Sebastião Francisco Rodrigues, vice-presidente administrativo da Associação Municipal de Contadores Públicos (AMCP).