Home > COMUNICAÇÃO > Departamento de Comunicação > Notícias > Nota de protesto – ICMS em atraso

Nota de protesto – ICMS em atraso

Pela primeira vez, há anos, o Estado de Minas Gerais deixou de depositar a cota-parte do ICMS devido aos municípios, sem qualquer comunicação ou explicação oficial que justificasse o fato.

O descumprimento de dispositivo constitucional se traduz em algo gravíssimo e inédito, com sérios prejuízos às administrações municipais, especialmente porque estarão impedidas de cumprir as suas obrigações administrativas e sociais, e todas aquelas decorrentes da legislação em vigor. Nesta data, os municípios possuem obrigações inadiáveis, entre elas, o repasse para as Câmaras Municipais.

A AMM repudia e protesta contra o ato do Governo de Minas, de agressão ao Estado de Direito Democrático, de atentado ao sistema federativo e contra a autonomia municipal. Trata-se de retenção indevida do repasse de natureza constitucional. E informa que tomará todas as providências cabíveis no âmbito político-administrativo e judicial, para o restabelecimento da normalidade do repasse do ICMS aos municípios mineiros.

 

You may also like
Presidente da AMM relata preocupação com a continuidade dos atrasos no repasse do ICMS aos municípios
Municípios deixam de receber R$77 mi do ICMS e Fundeb