Home > COMUNICAÇÃO > Municípios têm até 15 de maio para inscrever na Olimpíada da Língua Portuguesa

Municípios têm até 15 de maio para inscrever na Olimpíada da Língua Portuguesa

O Itaú Social prorrogou as inscrições para que prefeituras e professores brasileiros participem da 4ª edição da Olimpíada da Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro.  As prefeituras do Estado de Minas e os professores interessados em aderir ao programa podem acessar o portal da Olimpíada (www.escrevendoofuturo.org.br) e fazer sua inscrição até 15 de maio.

De acordo com a gerente de educação da Fundação Itaú Social, Patrícia Guedes, a adesão dos municípios é fundamental, por que eles passam a ser parceiros do programa. “É uma metodologia que ajuda os professores no dia-a-dia da sala de aula”, afirmou. Para validar a inscrição do professor, é preciso que seja feita também a adesão da rede de ensino pelo portal da Olimpíada. No caso das escolas municipais, o secretário municipal de Educação deve fazer a adesão. No caso das estaduais, a adesão fica a cargo do secretário estadual. Em Minas Gerais, 274 municípios ainda não aderiram do programa.

Esse ano o tema da Olimpíada é “O lugar onde vivo”. Podem participar docentes e alunos dos seguintes anos escolares: 5º, 6º, 7º, 8º e 9º do Ensino Fundamental e 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio. As turmas são divididas por gêneros como poema, memórias literárias, crônica e artigo de opinião. Veja mais no portal do programa.

Segundo o vice-presidente da Fundação Itaú Social, Antonio Matias, a participação intensa das redes públicas na Olimpíada de Língua Portuguesa é reflexo do valor dos professores e gestores dão a oportunidade de formação continuada que alia teoria à prática. “A Olimpíada se tornou referência por colaborar de forma efetiva com o ensino de leitura e escrita, oferecendo conteúdos e estratégias que o professor consegue desenvolver no dia-a-dia com seus alunos, na realidade da sua escola, de sua comunidade”.

 

Sobre a Olimpíada

A Olimpíada da Língua Portuguesa busca aprimorar a prática didática de professores da língua Portuguesa com o objetivo de desenvolver competências de escrita nos alunos e contribuir com a qualidade do ensino público. A iniciativa tem coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).