Home > COMUNICAÇÃO > Notícias > Municípios com patrimônio museológico em risco podem solicitar apoio financeiro

Municípios com patrimônio museológico em risco podem solicitar apoio financeiro

Um dos maiores desafios dos gestores de patrimônio museológico é captar recursos para restauração e obras após eventos que causam danos às edificações e ao arquivo. Nesses casos, os municípios mineiros podem solicitar apoio financeiro ao Fundo de Emergência para o Patrimônio Museológico em Situação de Risco. O Fundo faz parte de um programa que apoia ações de assistência, socorro e proteção ao patrimônio museológico de regiões afetadas por desastres naturais, ameaças humanas e outras situações calamitosas.

Conforme informações da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), responsável pelo Programa de Cooperação para o Fortalecimento de Políticas Públicas dos Museus Ibero-Americanos (Ibermuseus), os recursos do fundo podem cobrir um rol de ações de emergência.

O apoio financeiro pode ser utilizado para aquisição de passagens e diárias para visitas de especialistas e cessão de horas técnicas de funcionários das administrações públicas ibero-americanas; contratação de consultorias técnicas especializadas na realização de estudos preliminares e elaboração de informes de situação; além de intervenções pontuais, tais como projetos de reorganização, conservação ou restauração de acervos afetados.

Como acessar

Interessados em acessar os recursos precisam fazer a solicitação por meio da página do Ibermuseus, no máximo, 120 dias após o acontecimento calamitoso. O Comitê Intergovernamental do Programa Ibermuseus, por sua vez, tem o prazo de 30 dias corridos para se manifestar a favor ou não do pedido.

Apesar de não ser necessário fornecer contrapartida, cabe ao município arcar com o pagamento de tributação, imposto ou demais taxas sobre o valor do benefício.

Mais informações e regulamento aqui.

Mais informações com o assessor do departamento de Captação de Recursos da AMM, Ramon Diniz, pelo telefone (31) 3916-9193.

Com informações da CNM. Foto: Museu Mineiro.

Publicado em 4 de outubro de 2017.