Home > COMUNICAÇÃO > Departamento de Comunicação > Notícias > Ministério da Saúde libera R$ 438,5 mil para testes de gravidez em Minas Gerais

Ministério da Saúde libera R$ 438,5 mil para testes de gravidez em Minas Gerais

O Ministério da Saúde acaba de liberar R$ 438,5 mil para custear os testes rápidos de gravidez por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) aos municípios que aderiram à Estratégia Rede Cegonha. Os repasses serão feitos em parcela única ao gestor local.

O teste rápido de gravidez está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e é indicado para mulheres adultas, jovens e adolescentes que apresentem atraso menstrual igual ou superior a sete dias. “O teste pode ser realizado dentro ou fora da unidade de saúde e, caso a pessoa deseje, um profissional poderá ajudar”, explicou a Coordenadora Geral de Saúde das Mulheres do Ministério da Saúde, Maria Esther Vilela.

Com os resultados do teste, os profissionais de saúde podem detectar precocemente a gravidez para início do pré-natal em tempo oportuno, identificar situações para uso de anticoncepção de emergência (caso tenha havido relação desprotegida em até cinco dias), orientar sobre o planejamento reprodutivo e acolher as mulheres adultas, jovens, adolescentes e casais que estão em situação de gravidez indesejada.

Após o teste, é um bom momento para identificar uma gestação de risco, situações de exposição a infecções sexualmente transmissíveis, HIV e hepatites virais. E, também, para oferecer testes rápidos de HIV e sífilis à mulher e ao parceiro sexual.

Além disso, em função dos casos de microcefalia associados ao vírus Zika, tornam-se possíveis ações de planejamento reprodutivo com o pré-natal, quando são oferecidos todos os exames, vacinas e acompanhamentos necessários à qualidade de vida da mãe e da criança. 

Caderneta da gestante

No fim de fevereiro deste ano o Ministério da Saúde lançou a nova Caderneta da Gestante, instrumento de acompanhamento do pré-natal dirigido aos profissionais de saúde e mulheres gestantes que usam os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). O documento inclui um cartão de acompanhamento do pré-natal para registrar as consultas clínicas e odontológicas, os resultados dos exames e vacinas, entre outras informações.

Rede cegonha

A Rede Cegonha é uma estratégia do governo federal, lançada em 2011, para proporcionar qualidade de vida e bem-estar às mulheres durante a gestação, parto, pós-parto e ao longo dos dois primeiros anos de vida da criança. O objetivo é reduzir a mortalidade materna e infantil e garantir os direitos sexuais e reprodutivos de mulheres, jovens e adolescentes com a participação de seus parceiros.

Com informações da Agência Saúde.
Foto: domínio público adult-18604
Publicado em 29.03.2016.