Home > COMUNICAÇÃO > Governo Federal anuncia investimento em Mobilidade urbana

Governo Federal anuncia investimento em Mobilidade urbana

A Associação Mineira de Municípios – AMM, esteve presente por meio de sua gerente de planejamento, Cristina Mendonça, na cerimônia de anúncio dos investimentos do PAC 2 – Mobilidade Urbana, que aconteceu na manhã desta sexta-feira (17). Durante seu discurso, a presidenta Dilma Rousseff anunciou um investimento de R$ 2,5 bilhões para obras de mobilidade urbana na região metropolitana de Belo Horizonte.

O governador de Minas, Antônio Anastasia e Dilma destacaram a importância da parceria republicana feita entre o governo federal, estados e municípios. “O que nos une é o fato de que todos fomos eleitos pelo voto popular. E é isso que fundamenta nossa cooperação. Nós temos de responder a todos os que nos elegeram e também aos que não votaram em nós”, afirmou a presidente. “A federação cooperativa, que é a que vivemos no Brasil, ainda não está muito presente no cotidiano do cidadão. Para darmos desdobramentos nas políticas públicas, precisamos dessa integração”, defendeu Anastasia.

A presidenta lembrou que o investimento em mobilidade urbana foi abandonado por muito tempo no país e que só agora se conseguiu elevar para uma cifra que começa a resolver o problema na área em grandes cidades, como Belo Horizonte. Dilma ainda lembrou que as condições dos empréstimos federais foram melhoradas com o aumento do prazo de carência e do tempo para pagamento, que passou de sete para 30 anos. Ela frisou que o financiamento tem condições que “fundamentam a cooperação”, que são: prazo de 30 anos, com quatro anos de carência e euros de 5%. “Financiamos olhando que é esse o único jeito para que os Estados e municípios possam investir”, afirmou.

Sobre o PAC 2

No PAC 2 estão previstos, além da obra de expansão do metrô da capital – anunciada pela presidente em 2012, com a construção das linhas 2 (Calafate/Barreiro) e 3 (Savassi/Lagoinha) – ações que contemplarão oito cidades da RMBH. Serão construídos 11 terminais de ônibus nas cidades vizinhas à capital, sendo dois em Santa Luzia, Contagem e Ribeirão das Neves, um em Vespasiano, Sabará, Ibirité e Sarzedo. Outra obra incluída no programa é a criação do corredor exclusivo no Bulevar Arrudas e obras de melhorias no Complexo da Lagoinha.

No mesmo evento, o prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda assinou um contrato de financiamento para obras de mobilidade com a Caixa Econômica Federal e dois contratos para obras de contenção de encostas, ações de drenagem e pavimentação de vias, todas elas parte do PAC. Segundo o Ministério das Cidades, os investimentos em Minas Gerais, por meio das obras contempladas no PAC Mobilidade, serão de R$ 5,41 bilhões, sendo R$ 1,2 bilhão do Orçamento Geral da União (OGU), R$ 2,4 bilhões de financiamento público, R$ 1,2 bilhão de participação do setor privado e R$ 600 milhões de contrapartida do estado e do município.