Home > COMUNICAÇÃO > Evento discute retomada do desenvolvimento econômico

Evento discute retomada do desenvolvimento econômico

O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e prefeito de Pará de Minas, Antônio Júlio, participou na manhã desta sexta-feira, 4 de dezembro, do segundo dia do ciclo de debates Retomada do Desenvolvimento Econômico, realizado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). No painel que discutiu a situação da indústria, do comércio, dos municípios e do emprego no estado, representantes dos setores destacaram as principais dificuldades para a superação da crise econômica do país.

Além da elevada carga tributária brasileira, associada à alta taxa de juros, a crise política brasileira também foi apontada como entrave no desenvolvimento do país. Antônio Júlio afirmou que o Brasil convive com uma carga tributária pesada, além de não contar com uma liderança política forte o suficiente para lidar com a crise. “Temos uma grande facilidade de tributar, mas dificuldade em arrecadar. Embora seja importante, a reforma tributária não vai resolver sozinha a questão do desenvolvimento do Estado”, destacou. O presidente da AMM disse ainda que a crise política vivida tem reflexo no desenvolvimento e no crescimento, pois gera uma insegurança para diversos setores.

O deputado Antônio Carlos Arantes, realizador do evento, disse que, em um momento de crise e depressão da economia brasileira, o ciclo se apresenta como um momento de ouvir opiniões e experiências de entidades para retomar o desenvolvimento em Minas Gerais e no Brasil. “Está na hora do País reagir”, disse.

O secretário-geral do Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Fopemimpe), Fernando Passalio de Avelar, disse que o desenvolvimento econômico passa pela diversificação da base econômica do Estado e, uma forma de viabilizar isso seria por meio do empreendedorismo. “As microempresas são detentoras de um poder de inovação grande, tendo capacidade de se readequar em momentos de transição econômica. O caminho para o crescimento passa pelos pequenos negócios e empresas.

Avelar também falou da existência do Fórum Permanente Mineiro das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, que reúne Governo, entidades representativas e empresários para discutir soluções para o segmento. Ele disse que o governo aposta na construção regionalizada das politicas públicas, de forma a reduzir as barreiras entre sociedade e poder publico. “Nosso objetivo é fazer com que todos os territórios de desenvolvimento do Estado possam diagnosticar os problemas e construir de forma local as soluções”, disse.

Também participaram do painel o representante da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Carlos Magno, o vice-presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), Lincoln Gonçalves Fernandes, e o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais, Bruno Falci.

Postado em 4-12-2015

 

You may also like
AMM sedia reunião do Fopemimpe
Transferência da Cide é retomada em julho
As regionalizações dos Estados e a elaboração de políticas públicas
Desenvolvimento Econômico