Home > COMUNICAÇÃO > Diabetes: especialistas alertam sobre as principais causas da doença

Diabetes: especialistas alertam sobre as principais causas da doença

O Dia Mundial do Diabetes, comemorado em 14 de novembro, tem como intuito aumentar a atenção e a prevenção para a doença.  Especialistas alertam que o excesso de peso e o sedentarismo são as principais causas do diabetes tipo 2, que atinge 90% das pessoas com problemas em metabolizar a glicose. De acordo com a Federação Internacional do Diabetes, existem hoje 12 milhões de diabéticos no Brasil e 5 mil novos casos são diagnosticados por ano.

Enquanto o diabetes é uma doença crônica sem cura, o pré-diabetes é um estágio anterior da doença em que ainda há como reverter o quadro. Levantamento feito em parceria entre a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e a Abbot, empresa de saúde global que conduz pesquisas e desenvolve produtos para a área, apontam que 45% da população não sabem que práticas como o controle de peso e exercícios regulares podem ser parte do controle tanto do pré-diabetes quanto do diabetes.

Estudos da Associação Americana de Diabetes mostram que uma pessoa pode reduzir as chances de desenvolver o diabetes tipo 2 em 58% dos casos, ao perder 7% do seu peso corporal e fazer 30 minutos de atividades físicas diariamente. A cada ano 4 milhões de pessoas morrem por Diabetes, mais da metade dessas mortes poderia ser prevenida pois a prevenção é simples e de custo efetivo. É importante lembrar os sinais do Diabetes mais comuns são: sede excessiva, perda de peso, cansaço, aumento da fome, urina frequente, falta de interesse e concentração, vômito e dor de estômago, formigamento nos pés e mãos, visão embaçada, infecções e cicatrização lenta.

Pessoas com má alimentação, obesas, sedentárias, hipertensas e que possuem antecedentes familiares de diabetes tem fator de risco aumentado para a doença. Estas devem realizar testes de glicemia, procurar seu médico para acompanhamento, praticar atividades físicas regulares e reduzir o peso. Atitudes como estas diminuem o risco de desenvolver Diabetes em até 40%.

Com informações do Portal Brasil