Home > COMUNICAÇÃO > Criada reserva sustentável para comunidade tradicional em MG

Criada reserva sustentável para comunidade tradicional em MG

O Diário Oficial da União (DOU) publicou, dia 14/10, decreto presidencial criando a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Nascentes Geraizeiras. A nova unidade de conservação federal, com 38.177 hectares, irá abranger áreas dos municípios de Montezuma, Rio Pardo de Minas e Vargem Grande do Rio Pardo, no norte de Minas Gerais, beneficiando cerca de 500 famílias.

O decreto protege as nascentes de córregos que abastecem a região e garante a conservação das áreas de extrativismo utilizadas pelas comunidades tradicionais, além do acesso ao território tradicional pela população geraizeira e seu desenvolvimento socioambiental; incentiva a realização de estudos voltados para a conservação e o uso sustentável do Cerrado e promove a conservação da biodiversidade na área da reserva, uma das últimas regiões do Norte de Minas com cobertura florestal ainda preservada.

 

Comunidade

Os geraizeiros são comunidades tradicionais que exercem atividades extrativistas, de forma sustentável, em regiões de cerrado. Eles recebem esse nome porque habitam a região dos Gerais, chapadas – com seus planaltos e elevações de terreno, serras e suas encostas -, chapadões e veredas, recobertos pela vegetação do cerrado. Há cerca de 12 anos, a comunidade lutava pela criação de uma unidade de conservação que pudesse garantir sua sobrevivência e impedir a degradação ambiental do espaço onde vivem. O procedimento para a criação da RDS foi instaurado em julho de 2005 pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão responsável pela criação e gestão das unidades de conservação federais, mas as tratativas não andaram.