Home > COMUNICAÇÃO > Notícias > Controle interno e procedimentos contábeis foram pautas do encerramento do Fórum de Contabilidade

Controle interno e procedimentos contábeis foram pautas do encerramento do Fórum de Contabilidade

O segundo dia do VII Fórum Mineiro de Contabilidade Pública Municipal tratou de dois temais essenciais para o funcionamento eficaz do setor: aspectos de gestão no controle interno para eficiência na implantação dos Procedimentos Contábeis Patrimoniais e procedimentos contábeis aplicados ao setor público.

Na parte da manhã, o contador e assessor público Milton Mendes Botelho destacou a importância do diálogo entre a contabilidade e a controladoria interna das prefeituras: “A contabilidade tem uma linguagem específica, assim como a controladoria. A maior fonte de informações para o controle interno é a contabilidade. Um evento como esse traz as informações em uma linguagem específica, dentro daquilo que está sendo alterado e implantado pelas novas normas de contabilidade.”

Para Milton, o que se observa hoje é uma série de mudanças que envolvem procedimentos contábeis e procedimentos administrativos. “Por isso, é importante que o contador se capacite juntamente com o controlador, para que eles possam voltar ao seu trabalho falando a mesma linguagem”, ressaltou.

A analista de Controle Externo do TCE/MG, Regina Lopes de Assis Bernard, destacou que eventos como o Fórum são fundamentais para que os contadores possam exercer com segurança as suas atividades nos seus municípios. “Consequentemente, o trabalho que eles fazem chegam aos órgãos de controle com maior qualidade e clareza. Por meio dessas capacitações, o contador tem condições de melhorar a qualidade do seu serviço”, disse.

O prefeito de Franciscópolis, Eduir Camargos Almeida, contou ter levado a equipe em busca da capacitação dos servidores. “Também senti a necessidade de participar para esclarecer minhas dúvidas. Esse tipo de capacitação promovida pela AMM é muito boa para os municípios, principalmente os pequenos”, disse.

Procedimentos contábeis 

Na parte da tarde, o tema “Procedimentos contábeis aplicados ao setor público: lançamentos típicos” foi apresentado por Lucy Freitas, membro do grupo assessor das Normas Brasileiras de Contabilidade do CFC e do grupo técnico da área pública do CRC-MG. “Neste VII Fórum a abordagem que me coube foi o que geralmente não é abordado em eventos de contabilidade do setor público e, neste contexto de convergência às normas internacionais, nós temos apresentado aos representantes dos municípios”, afirmou Lucy Freitas.

A especialista explicou que, com o novo modelo de procedimentos contábeis, é preciso sensibilizar o contador para a importância de fazer a escrita regular, cumprindo os princípios de ciências contábeis. “Com a preocupação além de prestar contas. A maioria faz contabilidade para prestar contas e não observa preceitos mínimos de tratamento técnico, não usufruem, não mostram ao gestor o potencial de informações gerenciais que a escrita pode ter. Por isso, estamos usando várias estratégias para capacitar os contadores dos municípios.”

A superintendente do Instituto de Previdência do Município de Três Marias, Joana Darc Silveira Macedo, atestou a qualidade do evento. “O evento foi muito bom, com qualidade dos profissionais palestrantes. O destaque da palestra da Lucy foi quanto aos prazos que precisaremos cumprir, chegando o momento em que deixa de ser uma adequação para ser uma realidade. Antigamente, a gente fazia uma contabilidade basicamente orçamentária. Hoje, a gente tem que crescer e ter um contador de empresa privada. Isso, para um contador que está na área pública há mais de vinte anos, é uma mudança muito drástica”, enfatizou.

A assessora do departamento contábil da AMM, Analice Horta, salientou, também, que o Fórum é importante para a capacitação dos profissionais, porque há déficit de contadores no Estado. “A intenção da AMM é dar foco na qualificação do servidor. E o contador é um servidor fundamental na prefeitura porque é por meio dele que os prefeitos conseguem prestar as suas contas e enviá-las ao tribunal. Então, a qualificação do contador gera benefícios para o prefeito. Pelo sétimo ano consecutivo, a gente conseguiu sucesso com o evento”, concluiu.

Publicado em 29 de junho de 2017.