Home > COMUNICAÇÃO > Departamento de Comunicação > Notícias > Auxílio-Educação vai fomentar economia local

Auxílio-Educação vai fomentar economia local

A Associação Mineira de Municípios (AMM) junto à Secretaria de Estado de Desenvolvimento de Econômico de Minas Gerais (Sede), por meio do Fórum Permanente Mineiro das Micro e Empresas de Pequeno Porte (Fopemimpe), e o Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MG), lançaram um novo produto para estimular a economia nos municípios: o Auxílio-Educação.

A iniciativa pretende ser alternativa para as prefeituras que distribuem, anualmente, kits escolares aos alunos da educação infantil e do ensino fundamental, comprados por meio de licitação. Com o instrumento, as famílias receberão um cartão com o crédito pré-definido pelo município e poderão comprar, elas mesmas, o material escolar no comércio local.

O presidente da AMM e prefeito de Pará de Minas, António Júlio, reforçou a importância dos governos repensarem processos e fazerem mudanças. “Precisamos ter coragem para dar alguns passos que podem facilitar a vida dos cidadãos. O projeto exige persistência, por mudar paradigmas, mas tem tudo para dar certo”.

O secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rôso, destacou que o recurso representa uma chance de reter valores no próprio Estado. “A maioria das licitações é vencida por empresas de São Paulo ou do Sul do Brasil. Com o Auxílio-Educação, o dinheiro da prefeitura ficará no próprio município, representando um grande diferencial para o crescimento local”.

O produto, que já é adotado em algumas cidades do Brasil, foi uma proposta da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Belo Horizonte junto ao Fopemimpe. De acordo com o vice-presidente da CDL, Marco Antônio Gaspar, a iniciativa tem tudo para dar certo. “O Auxílio-Educação representa um novo fôlego para o comercio local. É um grande passo para o fortalecimento das micro e pequenas empresas de Minas Gerais”, reforçou Gaspar.

Acordo de Cooperação

Na ocasião, também foi assinado um acordo de cooperação técnica entre a Sede e o Sebrae-MG. O documento pretende permitir o desenvolvimento de estudos técnicos, para subsidiar políticas públicas voltadas para os pequenos negócios, inclusive por meio da divulgação do Auxílio-Educação.

Anderson Cabido, diretor de Operações do Sebrae-MG, destacou que a parceria irá aumentar a sinergia entre as entidades. “Não vamos economizar esforços para fomentar o desenvolvimento do estado. Esse acordo serve para trabalharmos com mais sinergia, visando o mesmo objetivo”.

Foto: Carlos Alberto/ Imprensa MG

Publicado em 18/11/15

You may also like
Municípios devem regulamentar a Lei de Acesso à Informação
Municípios Mineiros precisam enviar a prestação de contas de 2015 da Educação
Municípios devem enviar dados sobre gastos em educação até o dia 30 de abril
Elaboração de plano municipal de saneamento básico