Home > COMUNICAÇÃO > Departamento de Comunicação > Notícias > Arrecadação fiscal é tema de encontro da AMM

Arrecadação fiscal é tema de encontro da AMM

Realizado na capital mineira, seminário reúne gestores da administração pública de todo o Estado em busca de alternativas para crise econômica 

Frente a um cenário de dificuldades que indica estagnação econômica e ajustes fiscais insuficientes para a manutenção municipal, a Associação Mineira de Municípios (AMM) realiza, nesta segunda e terça-feira (13 e 14/04), o III Seminário de Gestão e Arrecadação Municipal. O objetivo é contribuir para o encaminhamento de soluções para um melhor desempenho das administrações tributárias municipais. Analistas, juristas, fiscais, gestores públicos e vereadores participam do seminário com a missão de identificar, avaliar, documentar e difundir as melhores práticas de gestão tributária.

Durante a solenidade de abertura, o presidente da AMM e prefeito de Barbacena, Antônio Carlos Andrada, enfatizou o momento econômico e político complexo enfrentado pelos municípios. “O Fundo de Participação dos Municípios (FPM) deste primeiro trimestre foi menor do que o de 2014. Somos cobrados para apresentar mais eficiência, competência e equilíbrio financeiro dentro de um cenário em desequilíbrio. O Seminário busca azeitar a nossa capacidade de criação para viabilizar cada vez mais projetos nos municípios, onde as demandas da população precisam ser atendidas”.

Modernização da administração tributária

Caixa Econômica Federal e AMM assinaram termo de cooperação com objetivo de auxiliar os municípios

Caixa Econômica Federal e AMM assinaram termo de cooperação com objetivo de auxiliar os municípios

Na ocasião, o presidente da AMM e o superintendente Regional da Caixa Econômica Federal (CEF) em Minas, Marx dos Santos, assinaram um termo de cooperação técnica entre as duas entidades. O objetivo é desenvolver ações conjuntas para apoio na divulgação e elaboração de projetos de acesso ao Programa de Modernização de Administração Tributária e Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT).

“Queremos ajudar os municípios a ampliarem receitas e a parceria com a AMM para divulgar o PMAT vai contribuir para as prefeituras enfrentarem melhor as dificuldades e também valorizarem a boa gestão”, explicou Marx.

O PMAT é um programa do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) destinado a apoiar projetos de investimentos voltados à melhoria da eficiência, qualidade e transparência da gestão pública, visando a modernização da administração tributária e qualificação do gasto público nos municípios.

Escritório de Projetos

Cristina Márcia Mendonça, da AMM, e Bruno Maciel, da PWC, apresentaram o Escritório de Projetos

Cristina Márcia Mendonça, da AMM, e Bruno Maciel, da PWC, apresentaram o Escritório de Projetos

Também durante o evento, a superintendente-geral da AMM, Cristina Márcia Mendonça, e o consultor da PWC, Bruno Maciel, lançaram o Escritório de Projetos da AMM, criado para fomentar o desenvolvimento local e oferecer conhecimentos técnicos para auxiliar na captação e elaboração de projetos. “Hoje vamos receber as manifestações de interesses dos gestores presentes e depois vamos fazer contato por meio das microrregionais, que terão papel essencial neste processo”, comentou Cristina.

Segundo o consultor da PWC, além da elaboração das propostas, o Escritório dará auxílio no controle e prestação de contas, permitindo assim a continuidade dos projetos. “Queremos acelerar e dar apoio no enfrentamento das dificuldades em conseguir um investimento com os bancos de fomento”.

A contadora da Prefeitura de Luisburgo, Dalila Garcia de Souza, participou do encontro em busca de esclarecimentos quanto à tributação do Simples (Sistema integrado de impostos de micro e pequenas empresas). “Não há no código tributário uma explicação se podemos reter o imposto na fonte. Com a retenção, o dinheiro retorna mais rápido ao município. Outra dificuldade é em relação à defasagem de impostos, como o IPTU. Não podemos mais contar tanto com o FPM. Temos que melhorar a nossa arrecadação e só por meio da qualificação conseguiremos uma solução”, disse Dalila.

Além do presidente da AMM, participaram da cerimônia o secretário Municipal Adjunto de Arrecadação da Prefeitura de Belo Horizonte, Gilberto Silva Ramos, o assessor Institucional da Defensoria Pública, Gério Patrocínio Soares, e a consultora do departamento de Contabilidade da AMM, Analice Horta.

O evento acontece em Belo Horizonte e tem programação até terça-feira (14/04). Temas como a gestão do Simples, base de cálculo do ITBI, IPTU e modernização dos instrumentos de arrecadação serão debatidos.

You may also like
Divulgada lista de municípios habilitados a participarem do ICMS Esportivo ano base 2016
Municípios devem regularizar situação para evitar bloqueio de FPM
AMM lança manual de orientações aos prefeitos eleitos
Planejamento como ‘palavra de ordem’ para ajustar o orçamento municipal