Home > COMUNICAÇÃO > Notícias > Aplicativo transforma conteúdos da internet para a linguagem brasileira de sinais

Aplicativo transforma conteúdos da internet para a linguagem brasileira de sinais

Traduzir textos, áudios e vídeos da internet para Libras, a língua brasileira de sinais, está mais fácil com o aplicativo VLibras, que tentar reduzir as barreiras de comunicação de pessoas com algum tipo de deficiência auditiva.

Atualmente, o dicionário de Libras consegue identificar e traduzir 13 mil sinais. A ferramenta, de uso público, está disponível nos portais do governo federal. Para acessar o VLibras, os surdos terão apenas que baixar o aplicativo no computador ou em outra plataforma móvel como o celular ou tablet, com sistema android ou iOS.

A pessoa com deficiência auditiva seleciona um texto, áudio ou vídeo e o transfere para o programa, que, por meio de um avatar, traduz os conteúdos para Libras. Outra ferramenta do programa é a chamada WikiLibras, um sistema para correção e inclusão de novos sinais.

O projeto surgiu quando uma jovem com deficiência auditiva passou no vestibular de Ciências da Computação na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). A ideia do pacote de programas foi sendo desenvolvida a partir do desafio de comunicação com a estudante. Atualmente, o projeto é desenvolvido em parceria entre o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), por meio da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) e da UFPB.

Dia Nacional dos Surdos

No dia 26 de setembro, foi celebrado o Dia Nacional dos Surdos. De acordo com as estatísticas do censo de 2010, feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 10 milhões de brasileiros têm alguma deficiência auditiva, o que representa 5% da população do País. Destes, cerca de dois milhões possuem deficiência auditiva severa, 1,7 milhão tem grande dificuldade para ouvir e 344,2 mil são surdos.

Foto: Arquivo UFPB. Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Mais informações com a equipe do departamento de Assistência Social da AMM pelos telefones (31) 2125-2433, (31) 2125-2437 e (31) 2125-2462.

Publicado em 28 de setembro de 2017.