Home > COMUNICAÇÃO > AMM incentiva controle da poluição veicular

A Associação Mineira de Municípios (AMM) recebeu o Plano de Controle da Poluição Veicular 2014-2017, que desenvolve um dos eixos do Plano de Mobilidade, das mãos do secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Luiz Sávio de Souza Cruz, e o presidente da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), Diogo Melo Franco, durante o encerramento da Semana do Meio Ambiente 2015.

A parceria entre as entidades vai viabilizar a disseminação do instrumento de gestão da qualidade do ar nas áreas urbanas mineiras através de encontros técnicos e orientação aos municípios por técnicos da AMM, para estabelecer as regras de controle da emissão de poluentes veicular e do consumo de combustíveis.

O técnico do departamento de Meio Ambiente da AMM, Licínio Xavier, representou o presidente da Associação e prefeito de Pará de Minas, Antônio Júlio, na cerimônia e reafirmou o compromisso da entidade com a questão ambiental. “Inicialmente, como temos um grande contato com as prefeituras de Minas, podemos ajudar os municípios a implementar essas medidas e reduzir a poluição, além de se adequarem ao Plano de Mobilidade Urbana”, disse.

O presidente da Feam ressaltou a importante participação dos municípios no processo de implantação dessas ações ambientais e a premissa da fundação de levar efetivamente aos cidadãos o processo. “As equipes municipais carecem de suporte e reforço para as equipes, com metodologias e soluções mais adequadas ao cidadão, para que as medidas cheguem até eles”, disse.  Segundo ele, ter uma base técnica permite decisões mais acertadas, através de um conjunto de ações que se complementam e que além de sustentável, são economicamente favoráveis.

Os estudos para a elaboração do Plano de Controle da Poluição Veicular foram embasados em 11 municípios de Minas Gerais com frotas superiores a 100 mil veículos (Belo Horizonte, Uberlândia, Contagem, Juiz de Fora, Uberaba, Montes Claros, Betim, Ipatinga, Divinópolis, Governador Valadares e Sete Lagoas), considerados prioritários para implementar medidas de controle das emissões veiculares. No entanto, a proposta também vale para as demais cidades que têm frotas de até 5 mil veículos.

O gerente de Qualidade do Ar e Emissões da Feam e um dos elaboradores do projeto, Flávio Daniel Ferreira, ressalta que a seleção desses onze municípios prioritários não quer dizer que a avaliação e a adoção de medidas efetivas voltadas para a redução dos níveis de poluição veicular não é pertinente no restante do estado, independentemente de frota veicular. “Futuramente teremos problemas no interior. E o plano vem com a idéia de simular cenários e orientar uma nova gestão para os que não sofrem com o problema. E para os que já têm uma grande frota, o intuito é reduzir as emissões reduzir”, acredita.

Publicada em 11/06/15

You may also like
COPAM regulamenta prazos de licenças ambientais e suas revalidações
Encontro discute uniformidade no licenciamento ambiental
AMM e Semad realizam encontro de meio ambiente
Licença ambiental concedida pelos municípios é regulamentada