Home > COMUNICAÇÃO > AMM exige posição do Governo Federal sobre FPM

AMM exige posição do Governo Federal sobre FPM

 O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM) e prefeito de Pará de Minas, Antônio Júlio, participou nesta terça-feira (7/7), em Brasília, de reunião com dirigentes da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha.

O ministro é articulador do governo, juntamente com o vice-presidente da República, Michel Temer, e disse que será um “porta-voz” dos municípios. O objetivo é cumprir o acordo entre governo e movimento municipalista, referente à elevação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Para o presidente Antônio Júlio, o assunto não deveria nem mais estar na pauta se o governo federal cumprisse com o acordo previamente estabelecido. “Mais uma vez os municípios estão sendo penalizados pela falta de compromisso e, principalmente, de respeito às causas municipalistas. É um absurdo o que o governo federal tem feito com as cidades e, consequentemente, com a população”.

Segundo o presidente da CNM em exercício, Glademir Aroldi, o acordo feito foi de reajuste de 0,5% sobre 12 meses de arrecadação. “Daria pouco mais de R$ 1,9 bilhão a ser depositado no dia 10 de julho. Mas, uma mudança no texto final diz que o repasse deve ser sobre apenas os seis primeiros meses deste ano. Isso reduz o valor pela metade, um desgaste para os prefeitos”, alerta.

Resposta

Eliseu Padilha disse que é preciso rever qual foi o acordo, cumpri-lo e deixar a Presidência da República ciente. “O acordo sempre é barato, mas ele deve ser cumprido. Na política, a única coisa que vale é a palavra. Se foi dado esse compromisso, nós temos que falar isso para a presidente Dilma. Os atores têm que falar. Serei o porta-voz deste assunto”, afirmou Padilha.

Postado em 8/07/2015

 

You may also like
Municípios devem receber parte da multa arrecadada com o projeto da repatriação
AMM lança manual de orientações aos prefeitos eleitos
Planejamento como ‘palavra de ordem’ para ajustar o orçamento municipal
Presidente da AMM critica concentração de poderes durante evento municipalista