Home > COMUNICAÇÃO > Notícias > Alerta para municípios que participam do 3º Ciclo do PMAQ – AB

Alerta para municípios que participam do 3º Ciclo do PMAQ – AB

Os municípios que participam do 3° Ciclo do Programa de Melhoria e Acesso da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ –AB) devem se atentar sobre a necessidade do preenchimento do Módulo Eletrônico até o dia 20 de dezembro.

 As informações do módulo serão complementares às coletadas pelas universidades nesta fase de avaliação externa. O Módulo Eletrônico do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) está disponível desde 1º de agosto de 2017 para preenchimento.

A inclusão dos dados é de responsabilidade exclusiva do gestor e deverá retratar, com destaque, a gestão dos aspectos trabalhistas dos profissionais atuantes nas equipes de AB.

O módulo eletrônico substitui as fichas que antes seriam preenchidas à mão no momento da entrevista e agilizam o momento da Avaliação Externa. Dividido em blocos de perguntas, ele tratará de temas sobre a gestão da AB, autoavaliação, gestão do cuidado, educação permanente, gestão do trabalho, cofinanciamento da gestão estadual, Práticas Integrativas e Complementares e Farmácia Básica.

Nesse contexto, reunirá, ainda, dados sobre os Direitos Trabalhistas e Previdenciários dos trabalhadores; perspectivas de continuidade do vínculo, plano de carreira, remuneração por desempenho, entre outras informações.

As informações deste módulo serão complementares às coletadas pelas universidades na fase de avaliação externa, sendo utilizadas para a certificação das equipes nos municípios, até o momento muitos municípios não entraram no sistema ou não concluíram a ação.

Para acessar o módulo eletrônico, visite a página do e-Gestor faça o login com o perfil de gestor municipal do programa > acesse o sistema do PMAQ > clique em certificação > clique em módulo eletrônico.

As dúvidas poderão ser direcionadas para o e-mail: avaliacao.dab@saude.gov.br ou pelo telefone (61) 3315-9086

Em caso de dúvidas, entre em contato com Juliana Marinho, do departamento de Saúde da AMM, pelo telefone