Home > COMUNICAÇÃO > A AMM reúne com prefeitos na cidade de Caldas

A AMM reúne com prefeitos na cidade de Caldas

A Reunião Itinerante, que a Associação Mineira de Municípios – AMM promove em todas as regiões do estado, discute os principais desafios enfrentados atualmente pelas administrações municipais, bem como aproxima e interioriza suas ações. Caldas foi a cidade selecionada para receber a primeira reunião de 2014, na manhã desta terça-feira (19).

Mais de cem prefeitos do sul de Minas e proximidades tiveram a oportunidade de estar na presença do governador Antonio Anastasia, do presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais – ALMG, deputado Dinis Pinheiro, além de deputados federais e estaduais, e outras autoridades, que puderam ouvir as demandas e dificuldades regionais.

O  prefeito de Barbacena e presidente da AMM, Antonio Carlos Andrada, ressaltou a importância do momento de abertura democrática que vivemos, aliado ao período eleitoral. Segundo ele, é um momento estratégico para as demandas municipalistas. “Nós como gestores, militantes da vida pública, sabemos as dificuldades dos processos locais, mas encontramos uma certa insensibilidade da União. Este é um ano diferenciado, em que toda a movimentação política poderá dar uma atenção para as causas municipalistas. Dentro do processo eleitoral, temos como dever impactar com as nossas demandas”, disse Andrada.

Além de necessidades comuns aos municípios, foram apresentadas as principais reivindicações da região. Cinco microrregionais estiveram presentes na reunião, solicitando demandas regionais. Segurança pública, incentivo ao agronegócio e à indústria, segurança pública e infraestrutura foram as pautas principais.

O prefeito anfitrião, Ulisses Guimarães, chamou a atenção, principalmente, para o cenário crítico da segurança pública nas cidades pequenas. “Hoje em dia, ouvimos os cidadãos discutindo mais questões de segurança, do que de saúde pública ou educação”. Ele propôs a criação de um programa especifico de segurança pública para cidades pequenas, campanhas antidrogas, além de novos presídios e a  modernização das frotas de viaturas.

Infraestrutura foi outra demanda. Segundo Ulisses Guimarães, a pavimentação de estradas vicinais e, especificamente, de duas estradas – uma ligando Ouro Fino a Santa Rita de Caldas, e outra ligando Caldas a Andradas – irão impulsionar o turismo na região.

Antonio Anastasia abordou as diferentes realidades de Minas Gerais, mas que existem problemas em comum que devem ser pautas de alerta. A questão da infraestrutura, que segundo ele, foi negligenciada durante muito tempo no estado, causando inúmeros transtornos e atrasos. Ele concordou com Ulisses Guimarães no que diz respeito à segurança pública. “Não há duvidas de que a segurança é o maior problema que temos nos dias de hoje”. Para ele, essa é uma questão que não envolve apenas dinheiro. “Ela envolve o comportamento das pessoas. A campanha antidrogas e violência deve contar com a mobilização entre união, estado, municípios e população”, esclarece.

reuniao_caldas1

O governador concordou com Antônio Andrada sobre a distorção do pacto federativo, e a urgência na revisão desse regime. “O Brasil chegou num momento de exaustão desse modelo. Deve-se criar uma política mais avançada, com mais confiança, mais descentralização. Essa descentralização já chegou no dia-a-dia, através da internet, e a política deve acompanhar esse movimento mundial. Este ano é muito importante para modificarmos esse quadro. Quanto mais burocracia, mais atraso”, reforça.

Primeira faculdade municipalista do Brasil – Instituto AMM

Durante a solenidade, Antônio Carlos reafirmou o compromisso da AMM com uma gestão  de qualidade por parte de toda a administração pública. Ele anunciou o Instituto AMM de Ensino e Pesquisa, que vem potencializar e qualificar ainda mais os serviços prestados pela associação. “Lançaremos no 31º Congresso Mineiro de Municípios, o primeiro vestibular da primeira faculdade municipalista do Brasil”, afirmou.

O Instituto foi criado para capacitar servidores, secretários e gestores mineiros, por meio de cursos de curta duração, extensão, graduação, pós-graduação de forma presencial e a distância. Além disso, promoverá também pesquisas, visando o desenvolvimento da gestão municipal e potencializando as ações da AMM em todo o estado.